Design para quem não é designer: saiba como criar artes incríveis para apresentações e conteúdos digitais

No mundo corporativo de hoje, uma apresentação de slides já virou algo comum em reuniões, projetos e negociações.

Treinamento SOAP
12/12/2022
5 min. de leitura
Reading Time: 5 minutes

No mundo corporativo de hoje, uma apresentação de slides já virou algo comum em reuniões, projetos e negociações. Isso porque clientes, gestores, investidores e diversos players já esperam ter esse tipo de recursos visual acompanhando e enriquecendo a fala.

Somado a isso, em uma sociedade cada vez mais digital, o elemento visual tem ganhado um espaço de maior impacto em diversas áreas e aspectos. Para profissionais que trabalham com apresentações e criação de conteúdo, o visual se tornou ainda mais marcante.

Nesse sentido, é fundamental que profissionais de qualquer área busquem conquistar uma autonomia visual, entendendo a melhor forma de combinar elementos e cuidar do design de suas apresentações da melhor forma, mesmo não sendo especialista no assunto.

Neste post, vamos compartilhar dicas de design para quem não é designer para mostrar para você que é possível criar artes e apresentações visualmente impactantes mesmo sem conhecimento técnico avançado. Vamos lá?

A importância de entender de design para quem não é designer

A internet está recheada de informação e conteúdo digital, não é mesmo? Nesse contexto, o que determina que uma peça vá chamar mais atenção do que outra tem muito a ver com seu design e o que seus elementos visuais comunicam. 

Isso reforça que qualquer profissional precisa entender um pouco de design, especialmente os que trabalham com conteúdo digital.

Dicas de design são ótimas não somente para criar peças impactantes para seus projetos de marketing e conteúdo como também para abrilhantar apresentações corporativas e garantir o engajamento do seu público. Confira as melhores dicas de design para quem não é designer a seguir.

Tenha em mente que beleza não é tudo

Muitas pessoas associam design automaticamente à beleza. Mas a verdade é que um bom design vai bem além da estética somente. Uma pessoa pode usar elementos belos em uma apresentação e ela mesmo assim ser ineficiente e parecer confusa ou poluída.

Beleza é importante, mas é essencial se preocupar se o conteúdo é legível e se o layout é equilibrado e claro. Imagens desconexas e com baixa resolução também empobrecem uma apresentação. Foque em fundamentos do design quanto estiver criando sua peça como:

  • contraste;
  • equilíbrio;
  • ênfase;
  • proximidade;
  • repetição.

Trace uma hierarquia visual

Hierarquia visual diz respeito à forma como os elementos estão dispostos e distribuídos em uma peça ou apresentação. Essa estratégia reforça a importância de dispor o conteúdo de forma lógica, dando ênfase ao que você acha importante e deseja que capture a atenção da audiência.

Esse detalhe é crucial para direcionar o olhar do seu público da maneira que você deseja. Existem diversas pesquisas que investigam os padrões de leitura do olho humano, com base em mapas de calor e outros aspectos.

Tudo isso redobra a importância de pensar não somente no conteúdo e na parte estética, mas na forma como você vai organizá-los na tela para dar destaque ao que é importante.

Estabeleça prioridades

Em um gancho com o tópico acima, foque no que precisa ser lido primeiro e no que deve chamar atenção. Lembre-se que vivemos na era da informação, na qual as pessoas são constantemente bombardeadas de conteúdo em todos os lugares, online e offline.

Com tantas opções por aí, o público foi aprendendo a ficar mais exigente e então é preciso ser assertivo para surpreender e chamar a atenção de alguém verdadeiramente com um conteúdo visual.

Por isso, além de impactar, seu conteúdo visual precisa ser claro e objetivo. Não faça com que seu público tenha que ficar tentando decifrar o que você tem a dizer. 

Elimine os excessos e os elementos desnecessários e centralize sua atenção na mensagem que você deseja passar e as coloque em destaque.

A ideia é que todos consigam entender do que você está falando simplesmente ao “bater o olho” na sua peça ou apresentação. Ao escolher conteúdo, pense no que é prioritário e o que agrega valor ao seu objetivo e sua mensagem.

Tenha cuidado com os excessos

Continuando o assunto que iniciamos no tópico acima, cuidado com os excessos: de cores, de imagens, de texto, de tudo. Texto demais torna slides cansativos e desinteressantes que raramente vão ativar o interesse da sua audiência.

Pelo contrário, blocos enormes de texto podem até passar a impressão de que você não domina o assunto, por isso colocou tudo aquilo lá. Além do texto, lotar um slide ou peça com vários elementos vai deixá-lo poluído demais e o que pode causar confusão na sua plateia e comprometer sua atenção.

Considere a harmonia das cores e a sensação que elas passam

Cores não são apenas recursos estéticos, elas também comunicam mensagens e sensações. Isso não acontece somente no design. Basta olhar atentamente e prestar atenção nas escolhas de cores na medicina, em estabelecimentos comerciais, restaurantes, etc.

Baseado nisso, um truque de design para quem não é designer consiste em dar uma pesquisada sobre o significado das cores e investigar referências. 

Não basta apenas tingir o fundo do seu slide de azul porque essa é uma cor associada à tranquilidade. Estude outros usos e sentidos para entender se a cor agrega ao conceito que você quer transmitir.

Outra excelente ideia é usar um círculo cromático para conhecer de forma rápida e clara as melhores combinações entre as cores e apostar em uma paleta bem harmônica e coesa para suas apresentações.

Utilize fotos impactantes e dentro do contexto

Uma imagem diz mais que mil palavras. Essa máxima é muito válida na hora de criar apresentações e conteúdos visuais e é uma das melhores dicas de design para quem não é designer.

Uma foto poderosa, de qualidade e com ótima resolução pode dar destaque ao seu conceito, criar a ênfase que você deseja, transmitindo sua mensagem de forma surpreendente e enriquecendo seu discurso. Imagens também mexem com as emoções e conseguem engajar o público de uma forma única.

Para isso, você precisa acertar na escolha das imagens. Primeiramente, priorize imagens em alta resolução e de qualidade. O tamanho também precisa ser adequado para o local onde você vai colocar.

Um ponto importante é que as imagens precisam comunicar algo de forma imediata dentro de um contexto. Lembre-se da importância da comunicação visual e de como esse tipo de recurso tem apelo com as pessoas.

Logo, as imagens precisam ser escolhidas a dedo e fazer sentido no contexto da sua apresentação ou projeto. Caso contrário, mesmo que você escolha uma foto bonita, ela não vai causar o impacto desejado e nem vai ajudar a contar sua história da forma que você pretende.

Todo mundo consegue criar conteúdos digitais e apresentações marcantes e assertivas, mesmo quem não é um profissional. Com as dicas certas de design para quem não é designer, você vai conseguir criar uma narrativa visual impressionante que vai engajar seu público e enriquecer sua mensagem.

Se você gostou das dicas e está interessado em saber mais sobre o assunto, precisa conhecer o curso Uau! Design da SOAP, especialista em desenvolver cursos e treinamentos para potencializar suas habilidades e dar uma incrementada nos seus projetos e apresentações.

Neste curso, ajudamos você a conquistar a sonhada autonomia visual ao conhecer as regras de ouro de diagramação e os pilares do design, além de conferir ferramentas gratuitas incríveis que vão ajudá-lo a criar peças de impacto.

Quer saber mais e desenvolver essa competência? Clique aqui para conhecer o curso Uau! Design.

escritório clean em fundo preto e o seguinte texto em rosa "E-book gratuito - Template clean e moderno"


Posts Relacionados

Como usar ChatGPT para criar apresentações no PowerPoint?

Apresentações
31/05/2024
leia agora

13 mulheres inspiradoras e seus melhores discursos

Apresentações
29/05/2024
leia agora

Endereço

Rua Gomes de Carvalho, 1266 - sala 72
Vila Olímpia - São Paulo | Brasil
(55.11) 4084.4085 [email protected]

No mundo

Portugal
USA
França