Comunicação empática: por que ela é essencial para o sucesso do negócio?

A comunicação empática é uma habilidade fundamental nas empresas.

Treinamento SOAP
24/04/2023
4 min. de leitura
Reading Time: 4 minutes

A comunicação empática é uma habilidade fundamental nas empresas. A partir dela, construímos relações mais satisfatórias com colaboradores, clientes, parceiros, fornecedores e outras partes interessadas. Afinal, consideramos as necessidades de todos no processo de negócios.

Nesse sentido, a comunicação é uma habilidade importante no mundo corporativo. Há diversos estilos de comunicação que vão direcionar a empresa para caminhos diferentes, dependendo de como são aplicadas.

Logo abaixo, abordamos como desenvolver a empatia e obter o melhor das pessoas no ambiente empresarial. Entenda como essa soft skills impacta os resultados de negócios!

O que é comunicação empática

A comunicação empática transmite a mensagem e atinge seu objetivo, entendendo e considerando como o ouvinte se sente no processo. Assim, as partes têm mais chances de extrair algo produtivo do diálogo, criando relações mutuamente satisfatórias.

Um conceito interessante para entender o tema é a empatia assertiva. Em “Empatia assertiva: como ser um líder incisivo sem perder a humanidade”, Kim Scott elabora essa combinação de habilidades-chave como modelo ideal de liderança.

A assertividade vem da capacidade de confrontar diretamente a situação. Se há algo positivo ou negativo a ser dito, as pessoas assertivas abordarão a questão com clareza e objetividade.

Portanto, a empatia é se colocar no lugar do outro, sendo capaz de entender como o outro se sente. Quando conseguimos unir essas duas dimensões, realizamos uma comunicação mais efetiva no ambiente de trabalho.

Insinceridade manipuladora

O problema é que nem sempre as pessoas conseguem confrontar as situações e se importarem pessoalmente. Quando nenhuma das características está presente, ocorre a insinceridade manipuladora.

Empatia nociva

A empatia nociva é a situação em que uma pessoa se importa pessoalmente com a outra, mas não consegue confrontar a situação. É um caso que pode levar a efeitos negativos.

Imagine um gerente que, apesar de se importar com a equipe, tem receio de abordar as questões que envolvem o grupo. Então, os problemas no trabalho são empurrados com a barriga até o momento em que se tornam insustentáveis.

Agressividade ofensiva

A agressividade ofensiva é caracterizada por confrontar os outros diretamente, mas sem empatia. Com isso, pode até resolver as questões, mas faz às custas do sofrimento e degradação das relações de longo prazo.

É um erro que até mesmo quem gostaria de tratar melhor as pessoas cometem. Um exemplo é a pessoa que assumiu um cargo de gestão, mas não desenvolveu as habilidades de comunicação e liderança. Assim, pode passar do ponto por não dominar meios não violentos de abordar os colaboradores.

Empatia assertiva

A comunicação empática tem esses dois aspectos muito bem desenvolvidos. Abordamos diretamente as situações e problemas, ao mesmo tempo em que nos importamos com os outros e tentamos satisfazer suas necessidades no processo.

Os pilares da comunicação empática

Daniel Goleman, em “Foco: a atenção e seu papel fundamental para o sucesso”, traça os elementos que compõem a tríade da empatia. A partir dela, conseguimos nos esforçar para aplicar essa habilidade no dia a dia.

Empatia cognitiva

O primeiro pilar é direcionar o foco para a outra pessoa. É a etapa de tentar compreender as emoções do outro, olhando as questões a partir de um novo ponto de vista.

Empatia emocional

O segundo é a empatia emocional. Nela, por analogia com o que conseguimos sentir, vamos realmente nos importar e ter sentimentos parecidos com o outro na situação. É compartilhar a dor do outro.

Preocupação empática

Ao entender a perspectiva do outro e compartilhar suas emoções, podemos sentir uma preocupação genuína com o seu bem-estar. Logo, estaremos motivados para solucionar as questões.

A comunicação empática como chave para o sucesso organizacional

As empresas de hoje se preocupam em gerar valor para o conjunto de stakeholders (partes interessadas):

  • acionistas ou proprietários da empresa;
  • colaboradores;
  • clientes;
  • fornecedores;
  • parceiros comerciais;
  • órgãos de governo;
  • comunidade local e grupos de interesse público;
  • meio ambiente e sociedade em geral.

A interação entre as partes, pode colher benefícios e construir vantagens competitivas. Porém, também, precisam atender a requisitos.

A comunicação empática contribui com essa tarefa nos diferentes níveis de comportamento organizacional. Lideranças, colaboradores, equipes e a própria empresa podem usar esse instrumento para melhorar a satisfação dos envolvidos no negócio.

Internamente, vivenciamos uma escassez de profissionais qualificados no mercado e precisamos trabalhar o engajamento e permanência na empresa. 

As boas relações fidelizam e permitem que a empresa facilite sua estratégia de negócios. Diversos benefícios são colhidos quando resolvemos as questões e nos importamos pessoalmente:

  • vendas fechadas;
  • clientes voltando a comprar;
  • colaboradores que ficam na empresa;
  • clima organizacional ameno e motivação dos colaboradores;
  • fornecedores que oferecem ótimas condições para compras.

É importante lembrar que, por trás das funções e organizações, existem pessoas. A comunicação empática possibilita que os seres humanos tomem boas decisões e colaborem entre si para atingir melhores resultados.

O desenvolvimento da comunicação empática nas empresas

A comunicação empática é uma competência complexa. Isso significa que ela é formada por diversos conhecimentos, habilidades e atitudes que se desenvolvem.

Alguns deles, como a empatia e a assertividade, já foram mencionados. No entanto, outras habilidades-chave complementam muito bem o repertório de quem precisa se comunicar, como escuta ativa e inteligência emocional.

Com a escuta ativa, aplicamos a atenção focada. Logo, é uma soft skill que facilita o processo de entender as motivações e necessidades por outros pontos de vista.

Por sua vez, a inteligência emocional é a base do autoconhecimento e capacidade de gerenciar as emoções. Muitas vezes, o desafio da comunicação é conseguir, mesmo diante de situações de conflito e estresse, ajustar a abordagem para exercer a empatia assertiva.

As empresas podem oferecer capacitações para que lideranças e colaboradores desenvolvam essas habilidades de comunicação. Com treinamentos adequados na área, eles podem adquirir a autoconsciência sobre os próprios erros a aprender ferramentas para ter uma comunicação mais efetiva.

Aqui na SOAP, você encontra as capacitações mais adequadas para os desafios do ambiente empresarial. Afinal, desenvolvemos não só as habilidades de comunicação, mas a aplicação delas a desafios reais, como liderança, feedback, vendas, atendimento ao cliente e relacionamento no trabalho.

Três cursos são bastante indicados para quem pretende desenvolver a comunicação empática:

  • SOAP Confiança;
  • SOAP Comunicação assertiva;
  • SOAP Comunicação interpessoal.

O SOAP Confiança desenvolve a inteligência emocional, tornando a pessoa mais apta a lidar com as próprias emoções e sentimentos. No SOAP Comunicação Assertiva, o foco é o uso da linguagem de modo direto, sem perder o equilíbrio e o respeito às pessoas. Por fim, o SOAP Comunicação Interpessoal ajuda as pessoas a colaborarem com mais eficiência e serem membros valiosos de suas equipes.

Ao investir em uma comunicação empática, a empresa terá mais capacidade de entender e satisfazer as necessidades das partes interessadas. Com isso, melhorar a retenção de talentos, aumentar as vendas, criar um bom clima organizacional, deixar as equipes motivadas e diversos outros ganhos vão impactar os resultados de negócios.

Então, agora que você já conhece a importância das habilidades de comunicação, acesse a página de treinamentos da SOAP e confira tudo sobre as capacitações SOAP Confiança, SOAP Comunicação Assertiva e SOAP Comunicação Interpessoal!

pessoas em uma sala de reunião corporativa em fundo preto e o seguinte texto escrito em rosa "E-book gratuito - Guia do treinamento corporativo"


Posts Relacionados

10 erros de dicção e oratória para não cometer em apresentações

Comunicação
29/02/2024
leia agora

Comunicação interpessoal e intrapessoal: quais são as diferenças?

Comunicação
28/02/2024
leia agora

Endereço

Rua Gomes de Carvalho, 1266 - sala 72
Vila Olímpia - São Paulo | Brasil
(55.11) 4084.4085 [email protected]

No mundo

Portugal
USA
França