Comunicação Corporativa

O que são ruídos na comunicação e como evitá-los

Nas apresentações e treinamentos existem algumas interferências que prejudicam o entendimento das mensagens que o locutor pretende entregar para os ouvintes.

Treinamento SOAP
24/08/2020

Nas apresentações e treinamentos existem algumas interferências que prejudicam o entendimento das mensagens que o locutor pretende entregar para os ouvintes. Os comunicadores denominam esses eventos como ruídos na comunicação.

Saiba que, mesmo sendo conhecido como ruído, essas interferências não são apenas de caráter sonoro, mas também são divididas em categorias. Pela variedade dessas barreiras, os ambientes corporativos são os mais atingidos, pois há mais pessoas envolvidas.

Neste artigo, vamos definir o que são ruídos na comunicação, quais são os seus principais tipos e descrever como podem ser evitados. Assim, você saberá como contorná-los nos seus eventos. Vamos lá!

O que são ruídos na comunicação?

Ruídos na comunicação são quaisquer elementos — internos ou externos — que possam interferir no processo de comunicação entre o emissor e o receptor. Essas barreiras são constituídas por interferências ambientais, pessoais ou de linguagem.

As ocorrências de ruídos consideradas internas são ligadas em determinadas condições inerentes ao indivíduo, seja ele quem transmite ou quem recebe a mensagem. Já as barreiras externas dependem mais do meio físico do que comportamental.

Os ruídos de comunicação são divididos em quatro tipos:

  • físicos;
  • fisiológicos;
  • psicológicos;
  • semânticos.

Para melhor compreensão, veja abaixo cada um deles com mais detalhes.

Físico

O ruído físico é a interferência externa ao falante e ao ouvinte, causando dificuldades na transmissão física da mensagem. São sons de telefone, buzina de veículos, sirenes, pessoas conversando e outros.

Fisiológico

O ruído fisiológico é uma interferência interna. Ocorre devido à condição física do transmissor ou do receptor. Pode ser uma intensa dor de cabeça, uma disfunção sensorial e outras disfunções orgânicas. A fome ou o cansaço são alguns exemplos.

Psicológico

O ruído psicológico também é uma barreira interna provocada pelo comportamento dos indivíduos. As emoções, as crenças, atitudes sarcásticas são motivos dessa interferência na comunicação.

Semântico

O ruído semântico é a junção da interferência externa com a interna. Acontece quando o locutor usa uma linguagem que tem significado diferente para a plateia. Ou seja, o falante e o ouvinte têm interpretações diferentes do significado de certas palavras. Os jargões e regionalismos são exemplos disso.

Por que é necessário evitar os ruídos na comunicação?

A comunicação eficaz nos negócios é fundamental para alcançar o sucesso, pois acontece diariamente entre colaboradores, clientes, potenciais clientes, varejistas e outras partes interessadas externas ao empreendimento.

Para isso, é preciso evitar ao máximo a ocorrência das barreiras nos momentos de se comunicar para que os indivíduos e grupos tenham um bom relacionamento e atinjam os objetivos da empresa.

Os ruídos na comunicação podem causar muitos resultados negativos nas corporações, como:

  • insatisfação dos clientes;
  • aumento de erros nos processos;
  • dificuldade na gestão;
  • diminuição na produtividade;
  • aumento dos riscos de acidentes;
  • treinamentos inadequados;
  • falta de engajamento dos colaboradores;
  • distorção nas mensagens.

Identificar e evitar os ruídos auxilia as corporações a entregarem mensagens com efetividade e a melhorarem o desempenho das suas equipes. Quando as empresas não têm um time dedicado a isso, um recurso eficaz é a contratação de treinamentos.

Como evitar os ruídos na comunicação?

Para evitar os ruídos na comunicação devemos em primeiro lugar identificar quais são os seus tipos. A partir daí, existem diversas maneiras de serem trabalhadas para que a comunicação seja feita com fluidez e eficácia.

Prepare os ambientes

Para evitar falhas, os ambientes das empresas onde acontecerão os eventos  — como as salas, auditórios ou os pátios — devem ser previamente preparados para não haver incômodos. Tanto para locutores quanto para ouvintes.

Cuide para que os locais sejam confortáveis: providencie cadeiras e poltronas ergonômicas; em épocas do ano com temperaturas mais elevadas, mantenha os aparelhos de ar-condicionado ou ventiladores ligados; tenha atenção com o nível da iluminação e com a qualidade do som.

No ambiente remoto, não temos controle do local de participação dos outros no evento. Então, se você for o palestrante, busque uma boa iluminação, um local com pouco ruído externo e um bom equipamento de captação de imagem e som. 

Mas, se estiver como ouvinte, procure um local com pouco ou nenhum ruído externo para que não tenha dispersão da atenção.  

Conheça o seu público-alvo

Conhecer o público-alvo a que se destina a comunicação é uma maneira de evitar os ruídos psicológicos e semânticos. Afinal, cada palestra deve ser devidamente elaborada considerando as características das pessoas presentes no evento.

Para melhor entendimento, uma palestra para médicos ou profissionais da saúde tem seus termos técnicos próprios. Algumas das palavras utilizadas nesse caso não devem ser usadas em um evento de engenheiros, por exemplo.

Outra preocupação que os profissionais da comunicação devem ter é em evitar o uso de gírias e jargões regionais. O Brasil é um país de grande extensão, determinados termos podem ser carinhosos ou amigáveis em um estado, mas podem ser ofensivos em outros.

Respeite o público e seja carismático

Seja qual for o público do evento, procure ser respeitoso e carismático. Essa é uma maneira de evitar o ruído psicológico. Palestrantes com atitudes arrogantes podem despertar comportamentos sarcásticos e desinteresse dos ouvintes.

Um palestrante carismático consegue conduzir um evento durante várias horas seguidas e até mesmos dias. Suas falas conseguem ser lembradas pelos ouvintes durante um longo período.

Interaja com a plateia

Interagir com a plateia evita o sono e o desinteresse. Essas duas interferências fazem parte da categoria de ruído fisiológico. Para evitar isso, faça perguntas e mantenha contato visual com os ouvintes. Além disso, combine em determinados momentos a possibilidade de esclarecer dúvidas. Essa prática faz as pessoas ficarem mais envolvidas.

Estude o assunto

Prepare-se previamente antes da apresentação e revise o tipo de mensagem que será repassado no evento. Um dos piores erros dos palestrantes é demonstrar falta de preparo com o assunto que será tratado.

Evite ser pego de surpresa com as indagações dos ouvintes. Tenha, sempre que possível, um plano B para as suas respostas. Caso não saiba responder algo, seja sincero e fale que não tem conhecimento aprofundado da indagação e não tente supor sem embasamento técnico.

Seja transparente

A transparência no ambiente organizacional é uma atitude que pode ser considerada uma virtude dos administradores e gestores. Sendo assim, seja transparente em suas comunicações. As pessoas conseguem perceber quando alguém tenta transmitir algo em que ela própria não acredita.

Ser transparente é demonstrar qual é a intenção do evento — seja uma reunião semanal, uma palestra ou o lançamento de produtos. Comunique-se com clareza e cumpra tudo o que está prometendo para adquirir colaboração dos envolvidos. 

Invista em treinamentos

Se a sua corporação tem uma equipe dedicada para atuar nos seus processos de comunicação, mantenha todos os componentes desse time informados. Para isso, invista em treinamentos. Essa é a maneira mais apropriada para manter os seus colaboradores sempre atualizados.

O ramo da comunicação profissional está em constante atualização. Os seus profissionais acompanham o desenvolvimento dos estudos da neurociência, da programação neurolinguística e de outras ciências voltadas para o estudo do cérebro e do comportamento humano.

Dessa maneira, ao fazer o investimento em treinamentos a sua empresa estará sempre diante das técnicas e soluções mais recentes para aplicar em suas palestras e eventos. Isso, certamente, evitará uma série de ruídos na comunicação.

Peça feedbacks

Da mesma maneira que as corporações avaliam o desempenho de seus colaboradores, elas também podem pedir feedbacks para seus funcionários. Essa é uma maneira eficiente de analisar o quão entendido foram as suas comunicações.

Conforme o retorno dos feedbacks, os gestores conseguem avaliar se as transmissões de suas mensagens atingiram os objetivos e se foram realmente entendidas. Em casos positivos podem concluir que estão no caminho certo, do contrário serão necessários ajustes nos processos de comunicação. 

Busque ajuda profissional

Atualmente, por questões mercadológicas, várias empresas têm procurado manter a sua folha de pagamento mais enxuta. Sendo assim, grande parte delas não contam com profissionais capacitados para se comunicar com as técnicas corretas. O que pode prejudicar a comunicação interna e externa.

Comunicar e falar são palavras e conceitos diferentes. A comunicação para atingir de forma efetiva requer estratégias apropriadas. Portanto, para fugir dos prejuízos provocados pelos ruídos na comunicação, a nossa dica de ouro para você é que busque ajuda profissional.

Com isso, sugerimos para esses tipos de empreendimentos que contratem empresas especializadas em apresentações profissionais. Se colocar na ponta do lápis a relação custo-benefício dessa contratação verá que os ganhos trarão mais benefícios do que os gastos em arriscar fazer eventos por conta própria.

Portanto, evitar os ruídos na comunicação é essencial para o bom desempenho das corporações. Quando eles são evitados, é possível obter um ambiente de trabalho mais saudável, reduzir custos, prevenir conflitos internos e externos, entre outros benefícios. Siga as nossas dicas e sucesso nos seus próximos eventos!

Agora que já sabe como evitar os ruídos na comunicação, que tal continuar no blog e saber que são gatilhos mentais? Conheça esse estímulo capaz de influenciar e despertar emoções da audiência.

Posts Relacionados

Confira 9 maneiras de lidar com a pressão no trabalho

Comunicação Corporativa
24/11/2021
leia agora

Descubra como desenvolver habilidades de comunicação para equipes!

Comunicação
22/11/2021
leia agora

Endereço

Rua Gomes de Carvalho, 1266 - sala 72
Vila Olímpia - São Paulo | Brasil
(55.11) 4084.4085 [email protected]

No mundo

Portugal
USA
França