Saiba como se tornar um storyteller e contar boas histórias

Veja três passos fundamentais para transformar qualquer apresentação em uma narrativa envolvente

Treinamento SOAP
28/10/2023
6 min. de leitura
Reading Time: 6 minutes

Um storyteller é um contador de histórias, alguém com a capacidade de cativar seu público por meio de narrativas envolventes e impactantes. Mais do que apenas contar uma sequência de acontecimentos, ele consegue criar uma narrativa engajadora.  

Escritores são storytellers, por exemplo. Mas profissionais de qualquer segmento também podem desenvolver essa habilidade.  

O storytelling pode ser usado em uma reunião com clientes, para aumentar o poder de persuasão, ou em apresentações profissionais, para elevar o nível de engajamento do público.  

Sabemos que contar histórias pode ser uma tarefa difícil e nem todo mundo tem uma facilidade natural. Por isso, neste artigo vamos revelar os aspectos fundamentais para se tornar um storyteller de sucesso. 

As habilidades de um storyteller 

Contar histórias de maneira eficaz é uma técnica e, por isso, pode ser aprendida por qualquer pessoa. Mas, antes de apresentarmos os passos práticos para desenvolver o seu lado storyteller, vamos refletir sobre outras habilidades paralelas que você deve buscar desenvolver para se tornar um grande contador de histórias. 

A percepção, por exemplo, desempenha um papel crucial, pois um storyteller deve ser capaz não apenas de observar o mundo ao seu redor, como também de estabelecer conexões entre os eventos que ocorrem.  

O pensamento lógico é outra habilidade indispensável. Afinal, uma história precisa ser consistente, coerente em sua narrativa, garantindo que todos os elementos se encaixem harmoniosamente. 

A empatia desempenha um papel igualmente importante. Um contador de histórias precisa se colocar no lugar de seus personagens ou de sua audiência, para compreender suas motivações, pensamentos e ações.  

Conhecer as expectativas e emoções do público é essencial para direcionar a história para causar impacto. Isso é importante em treinamentos e apresentações profissionais. 

Por fim, o timing é a capacidade de introduzir elementos no momento exato para estabelecer uma conexão mais profunda com o interlocutor. Conhecer o ritmo da narrativa é essencial para manter o interesse do público e direcionar a história de forma eficaz. 

Três passos para se tornar um storyteller  

Criatividade, boa comunicação e técnica. Essas são as características essenciais de todo grande contador de história.  

Um storyteller precisa ser criativo para criar narrativas diferenciadas, precisa de boa comunicação para que sua história seja bem compreendida e também de técnica de storytelling, para construir a narrativa da melhor forma e engajar o público. 

Portanto, podemos dizer que existem três passos fundamentais para se tornar um storyteller: 

1. Alimente sua criatividade 

A criatividade não é um dom que alguns têm e outros não. Todas as pessoas têm a capacidade de serem criativas.  

Ser criativo não necessariamente significa criar algo novo. Na verdade, essa habilidade está muito mais relacionada à capacidade de realização, de conectar as referências que se tem e, a partir disso, criar algo original.  

Por isso, alimentar a criatividade é fundamental para criar um repertório de referências e, assim, ser capaz de contar histórias mais ricas. Algumas formas de fazer isso: 

Leia amplamente: a leitura é uma fonte inesgotável de inspiração. Exponha-se a diferentes tipos de literatura, gêneros e autores para ampliar sua perspectiva e estimular sua criatividade. 

Observe o mundo ao seu redor: as histórias muitas vezes se originam de observações do mundo real. Esteja atento aos detalhes, às pessoas e às situações ao seu redor. Muitas vezes, as melhores histórias estão escondidas nas experiências cotidianas

Pratique a escrita criativa: escrever regularmente ajuda a desenvolver suas habilidades criativas. Experimente escrever pequenas histórias ou ensaios pessoais para aprimorar sua capacidade de narrar. 

Mantenha um diário: manter um diário onde você registra suas ideias, observações e pensamentos é uma maneira eficaz de documentar material para histórias futuras. 

2. Aprimore sua linguagem 

Não importa quão boa seja sua história, se o storyteller não for capaz de transmiti-la bem, o público não será envolvido. Portanto, é fundamental que um contador de história seja capaz de se expressar com qualidade.  

Na prática, se estiver criando uma narrativa por escrito, é fundamental ter bom português, usar as regras gramaticais corretamente, mas também entender de semântica. No caso de uma apresentação oral, usar técnicas de oratória e linguagem corporal ajudará.  

Três homens e uma mulher reunidos para uma reunião de negócios
Em uma palestra ou reunião é fundamental ter uma boa linguagem para ser bem entendido

Aqui vão algumas dicas: 

Enriqueça seu vocabulário: um vocabulário amplo permite que você escolha as palavras certas para criar imagens vívidas e transmitir emoções. 

Pratique a dicção e a entonação: trabalhe em sua dicção e entonação ao falar. A maneira como você entrega sua história pode fazer toda a diferença na forma como é recebida. 

Use metáforas e analogias: metáforas e analogias podem tornar sua narrativa mais rica e compreensível. Elas ajudam o público a visualizar conceitos abstratos. 

Aprenda com os mestres: estude oradores e escritores renomados que são conhecidos por suas habilidades de contar histórias. Observe como eles usam a linguagem para criar impacto. 

3. Estude storytelling 

O storytelling é uma ferramenta poderosa para a comunicação. Em um mundo saturado de informações, a capacidade de contar histórias permite que uma mensagem seja transmitida de forma mais clara e memorável.  

As histórias têm o poder de simplificar conceitos complexos, tornando-os acessíveis e compreensíveis para um público diversificado. Com narrativas bem construídas, é possível cativar o público, gerar confiança e obter melhores resultados em termos de engajamento, vendas e aprendizado. 

Desta forma, estudar técnicas de storytelling é fundamental para se tornar um storyteller eficaz, capaz de conquistar a atenção e o envolvimento do público.  

Leia também – Teoria dos 3 atos: o que é e como funciona essa técnica de storytelling? 

O storytelling é uma técnica que pode ser aprendida e aprimorada. Aqui estão algumas dicas que você pode incorporar em sua rotina: 

Estrutura narrativa: as histórias geralmente seguem uma estrutura clássica, incluindo introdução, desenvolvimento, clímax e conclusão. Certifique-se de que sua história tenha uma estrutura clara e que cada elemento contribua para o impacto da narrativa. 

Conflito e resolução: introduza um conflito na história e leve o público a se preocupar com a resolução. O conflito é o motor da narrativa. 

Emoção e empatia: use a história para transmitir emoções e criar empatia. Quando o público se identifica emocionalmente com a história, ela se torna mais memorável. 

Mensagem ou lição: pense na mensagem que deseja transmitir com sua história. A história deve levar a uma conclusão que reflita essa mensagem de forma clara. 

Por que a narrativa se torna essencial nos dias atuais? 

Em um mundo empresarial altamente competitivo, a capacidade de contar histórias pode ser a chave para se destacar. Para profissionais que buscam melhorar suas apresentações profissionais, por exemplo, tornar-se um storyteller pode ser uma habilidade transformadora.  

Aqui estão algumas razões pelas quais saber criar uma narrativa é essencial: 

Conexão emocional: boas narrativas têm o poder de criar conexões emocionais com o público. Quando as pessoas se conectam emocionalmente com uma história, estão mais propensas a se envolver e lembrar da mensagem. 

Retenção de informações: as histórias são mais memoráveis do que simples apresentações de dados ou fatos. Quando você apresenta informações em uma narrativa, as pessoas tendem a lembrar melhor e por mais tempo. 

Inspiração e motivação: as histórias podem inspirar e motivar as pessoas. Elas podem transmitir valores, visões e metas de uma forma que ressoa com a audiência. 

Simplificação de conceitos complexos: elas também são uma maneira eficaz de simplificar conceitos complexos. As histórias podem fazer com que informações técnicas se tornem mais acessíveis e compreensíveis. 

Engajamento do público: uma história envolvente mantém o público atento e interessado. Isso é especialmente importante em um ambiente corporativo, onde a atenção das pessoas muitas vezes é disputada por várias tarefas e distrações. 

Como colocar esses passos em prática?

Sabendo de tudo isso, é hora de começar a colocar os passos em prática. A SOAP pode ajudar com o treinamento corporativo SOAP Storytelling.  

Você e seu time terão a oportunidade de aprender estratégias de narração de histórias que podem cativar seu público, criar aspirações e direcioná-los aos seus propósitos.  

Essas habilidades podem ser utilizadas em várias situações no mundo empresarial, abrangendo desde a elaboração de roteiros e briefings até o desenvolvimento de campanhas publicitárias, introdução de novos produtos, produção de vídeos, transmissões ao vivo e criação de podcasts. 

O que sua equipe irá aprender: 

  • Histórico do storytelling no mundo e sua importância para a vida social; 
  • Aplicabilidade e UX no universo das histórias; 
  • Panorama: do objetivo à moral da história; 
  • Conquistando a audiência pelas emoções, com base na neurociência; 
  • Métodos diferentes = Objetivos e audiências diferentes: Atos, Jornada do Herói, Jornada da Heroína e Kishotenketsu; 
  • Semiótica das histórias – aprofundamento nas diferenças e no impacto que cada canal de comunicação tem sobre a mensagem; 
  • Estruturação de narrativa em diversos contextos de trabalho.

Saiba mais sobre o SOAP Storytelling: entre em contato com os nossos especialistas



Posts Relacionados

Comunicação interpessoal e intrapessoal: quais são as diferenças?

Comunicação
28/02/2024
leia agora

Quais os melhores treinamentos para o mercado de trabalho em 2024?

Treinamento
27/02/2024
leia agora

Endereço

Rua Gomes de Carvalho, 1266 - sala 72
Vila Olímpia - São Paulo | Brasil
(55.11) 4084.4085 [email protected]

No mundo

Portugal
USA
França