Quiz: qual contador de história é você?

Walt Disney, Quentin Tarantino ou Francis Ford Coppola?

Treinamento SOAP
29/12/2023
4 min. de leitura
Reading Time: 4 minutes

Um bom contador de história é aquele que consegue cativar sua audiência, fazendo-a sentir, pensar e refletir sobre a mensagem. Ou seja, ele consegue se conectar com a pessoa que recebe a mensagem e consegue impactá-la.  

No ambiente corporativo, essa é uma habilidade fundamental. Ser um bom storyteller o permitirá criar slides e apresentações mais impactantes, além de ajudar você a se posicionar muito melhor como um comunicador em reuniões, eventos, palestras etc. 

Existem diversas técnicas e até fórmulas de storytelling que nos permitem alcançar esse objetivo, como a Jornada do Herói, uma das estruturas narrativas mais populares.  

Mas a verdade é que não existem caminhos pré-determinados para quem encontra o segredo da narrativa: a originalidade.  

Em outras palavras, ser um bom contador de histórias não é apenas uma questão de técnica, embora isso também seja importante. Mas também é sobre criatividade e visão.  

Cada narrador tem seu próprio estilo, uma maneira única de abordar a arte de contar histórias. E isso é o que torna a narrativa tão rica e diversificada.  

A capacidade de envolver o público — seja numa reunião pequena ou numa convenção gigantesca — e se conectar com ele de forma memorável é essencial para qualquer profissional.  

No entanto, a forma como esses elementos são combinados pode variar consideravelmente de uma pessoa para outra. 

Temos alguns bons exemplos… 

O encantador de corações 

Walt Disney é conhecido por seu estilo de contar histórias que encanta corações. É impossível falar sobre Disney sem falar sobre emoções e conexão.  

Mesmo depois de partir, Walter Elias Disney deixou um legado tão forte que até hoje as histórias e personagens da companhia transportam o público para um mundo sem igual, onde os sonhos se tornam realidade.  

Se você é alguém que acredita no poder da imaginação, na magia da infância e no triunfo do bem sobre o mal, você pode ser um contador de histórias no estilo de Walt Disney

O mestre do suspense

Quentin Tarantino, por outro lado, é famoso por seu estilo ousado, cheio de suspense e ação. Seus filmes são repletos de diálogos afiados, reviravoltas e personagens complexos.  

Ao contrário de Disney, Tarantino é muito mais propenso a abordar temas reais sem um pingo de magia. Ele atinge as emoções do público por meio de narrativas mais duras. 

Se você gosta de criar histórias repletas de intensidade, drama e surpresas, você pode estar mais próximo do estilo de Quentin Tarantino. 

O arquiteto de épicos 

Francis Ford Coppola é conhecido por dirigir obras-primas épicas como “O Poderoso Chefão” e “Apocalypse Now”.  

Seu estilo é marcado por histórias profundas, personagens multifacetados e uma abordagem cinematográfica excepcional.  

Se você tem uma inclinação para contar histórias de maneira épicas, explorar temas complexos e criar narrativas que ressoam com profundidade emocional, você pode ser um contador de histórias no estilo de Francis Ford Coppola. 

Descubra qual contador de história é você! 

Agora que você teve uma visão dos estilos de contar histórias de Walt Disney, Quentin Tarantino e Francis Ford Coppola, é hora de descobrir qual deles melhor representa o seu estilo único de narração. 

Responda às perguntas do quiz “Qual contador de história você é?”  e explore seu próprio potencial como narrador.  

Talvez você descubra que possui características de mais de um estilo, o que só tornará sua narrativa ainda mais rica e versátil. Também é possível que seu estilo não se aproxime de nenhum desses três clássicos, mas fique tranquilo, pois é só mais um sinal de originalidade! 

Clique abaixo e comece o quiz para descobrir qual contador de histórias é você! 

[Caso o quiz não esteja disponível em seu navegador, clique aqui!

A SOAP pode te ajudar a ser um contador de história ainda melhor 

Não importa qual seja o resultado, lembre-se de que contar histórias é uma jornada de autodescoberta e aprimoramento constante. Continue aperfeiçoando suas habilidades, explorando novos territórios narrativos e inspirando aqueles ao seu redor com suas histórias cativantes. 

A SOAP pode ajudar nessa missão! 

Somos uma consultoria com mais de 20 anos de experiência no mercado e temos uma vitrine completa de treinamentos para tornar suas apresentações corporativas muito mais emocionantes. 

Por que é tão importante ser um bom contador de história? 

No mundo corporativo, a habilidade de contar histórias é uma das competências mais valiosas que um profissional pode possuir. Diversas pesquisas têm indicado a importância da comunicação para as empresas e isso também passa por storytelling. 

Ser um bom contador de histórias não é apenas uma habilidade artística; é uma ferramenta para executivos, colaboradores e comunicadores que buscam aprimorar suas apresentações, reuniões, palestras, convenções etc.  

Aqui estão alguns motivos para você se tornar um contador de histórias na sua empresa a partir de agora: 

Conexão com outros profissionais 

As histórias têm a capacidade de envolver as pessoas emocionalmente. Em um ambiente empresarial onde as informações são frequentemente apresentadas de forma fria e impessoal, uma boa história pode fazer com que uma ideia ou mensagem seja lembrada e compreendida de maneira muito mais eficaz.  

Quando os executivos dominam a arte de contar histórias, eles podem cativar suas audiências e tornar suas mensagens mais impactantes, o que é fundamental em apresentações corporativas e comunicações estratégicas. 

Eficiência nas mensagens 

Histórias também têm o poder de simplificar conceitos complexos. Dados, estatísticas e informações técnicas, tudo isso pode ser transmitido de forma mais eficaz com a ajuda de uma boa narrativa.  

Um contador de histórias habilidoso pode transformar números e gráficos em uma narrativa coerente e convincente, tornando mais fácil para os colaboradores, clientes e parceiros de negócios entenderem e apoiarem a visão e os objetivos de uma organização. 

Inspirar ação 

Outro aspecto fundamental do storytelling é sua capacidade de inspirar a ação. Quando se deseja motivar equipes, vender um produto ou persuadir investidores, contar uma história convincente pode ser mais eficaz do que simplesmente listar fatos e números.  

Os líderes que dominam a arte de contar histórias têm uma ferramenta valiosa para mobilizar seus colaboradores em direção a objetivos comuns e para conquistar o apoio de partes interessadas essenciais. 

Construção de identidade 

As histórias ajudam a construir a identidade e a cultura de uma organização e também de uma marca. Uma narrativa pode estabelecer os valores e a missão de uma empresa, fortalecer o senso de pertencimento e atrair clientes que compartilham os mesmos valores.  

As histórias também desempenham um papel crucial na transmissão de tradições, expectativas e lições aprendidas ao longo do tempo. Assim, os líderes que incorporam o storytelling em suas estratégias de comunicação interna podem moldar e reforçar a identidade da empresa de maneira positiva. 

Relacionamentos e autoridade 

Ser um bom contador de história também é uma habilidade importante para construir relacionamentos sólidos. Nos negócios, a confiança é um ativo valioso, as histórias permitem que os profissionais compartilhem suas experiências, valores e visões de forma autêntica, estabelecendo conexões genuínas. 

Além disso, uma boa narrativa é uma ferramenta incrível para construir autoridade. As pessoas estarão muito mais propensas a levar a sério aqueles que sabem comunicar de forma original e criativa suas mensagens.  

E você? Se considera um bom contador de histórias? 



Posts Relacionados

6 curiosidades da SOAP que você precisa conhecer

Institucional
28/05/2024
leia agora

7 livros para mulheres desenvolverem comunicação e liderança

Institucional
28/05/2024
leia agora

Endereço

Rua Gomes de Carvalho, 1266 - sala 72
Vila Olímpia - São Paulo | Brasil
(55.11) 4084.4085 [email protected]

No mundo

Portugal
USA
França