O que a linguagem corporal pode dizer durante uma apresentação em público?

Veja exemplos de como os gestos podem influenciar a percepção do público durante uma apresentação

Treinamento SOAP
26/03/2024
6 min. de leitura
Reading Time: 6 minutes

Em uma apresentação, a comunicação vai além das palavras. Cada gesto, olhar e movimento pode influenciar a percepção do público, revelando muito sobre o estado emocional e as intenções de uma pessoa. 

Como explica Carol Martins, diretora de operações e líder da área de Recursos Humanos da SOAP, “alguns gestos, a falta de contato visual, o balanço excessivo das mãos podem ser sinais de nervosismo. E isso pode transmitir falta de credibilidade na hora de apresentar”.   

Mesmo que a fala seja envolvente e o conteúdo valioso, o público pode perder o interesse se as expressões faciais e os gestos não estiverem em sintonia com as palavras. 

“Isto é, meu corpo combina com o que estou dizendo na mensagem.”   

Carol Martins  

Mas como transmitir uma mensagem eficaz e despertar o interesse positivo das pessoas por meio da linguagem corporal? É o que vamos descobrir ao longo deste artigo!

Fique de olho nos principais elementos da linguagem corporal  

Segundo Carol Martins, a linguagem corporal pode ser dividida em três elementos que demandam nossa atenção:   

  • Gestos;  
  • Postura; e  
  • Expressão facial  

Esses componentes, quando combinados, desempenham um papel crucial na busca por resultados mais assertivos em momentos decisivos, como apresentações profissionais, palestras ou reuniões com superiores e colegas de trabalho. 

O corpo fala: 5 exemplos de linguagem corporal e seus significados 

Para entender o que a linguagem corporal pode dizer durante uma apresentação nada melhor do que alguns exemplos práticos. A seguir, algumas situações específicas são listadas com o que cada uma delas sugere:  

#1 Colocar as mãos na cintura 

Quando alguém coloca as mãos na cintura, geralmente, é um sinal de impaciência e pressa para resolver uma questão específica. Esse gesto é frequentemente utilizado para atrair atenção e indicar que há algo urgente a ser tratado. 

#2 Apresentar um olhar disperso 

Um olhar desfocado muitas vezes denota confusão mental ou desinteresse no que está sendo dito ou apresentado. Pode também ser interpretado como um sinal de insegurança, especialmente quando alguém está realizando uma comunicação importante. 

#3 Ficar com braços e pernas cruzados  

Exceto em ambientes frios que possam justificar essa postura, ficar com os braços cruzados na altura do peito geralmente sugere que a pessoa está na defensiva. Na linguagem corporal, esse gesto demonstra pouca receptividade ao que está sendo comunicado.  

Em uma reunião, por exemplo, esse tipo de comportamento pode indicar falta de engajamento ou até mesmo irritação com o conteúdo que está sendo tratado.  

Isso vale para as pernas cruzadas, especialmente se o movimento for repetido. Recrutadores interpretam frequentemente o cruzamento das pernas pelo tornozelo como uma tentativa de esconder informações. 

No entanto, cruzar as pernas na altura do joelho é um gesto que transmite poder e domínio. Quando acompanhado por braços relaxados, essa postura sugere confiança e receptividade. 

#4 Conversar sem contato visual 

Você já teve uma conversa com alguém e percebeu que essa pessoa evitava o contato visual e mantinha a cabeça baixa? De acordo com Carol Martins, essa postura indica insegurança. Em contextos profissionais, o comportamento pode ser interpretado como fraqueza ou falta de confiança no que está sendo dito.

“A recomendação é manter os olhos no nível do rosto da outra pessoa”, disse a especialista e instrutora de treinamentos de oratória da SOAP.  

Romper o contato visual ocasionalmente olhando para o lado, de forma preferencial, pode ajudar a manter uma interação mais natural. 

#5 Apertar os lábios  

Em algumas situações, apertar os lábios também pode ser um sinal de desacordo ou desconforto com o que está sendo dito. Isso pode ser acompanhado por outras expressões faciais, como franzir a testa ou apertar os olhos, indicando discordância ou insatisfação. 

Público assistindo a uma apresentação em um ambiente interno iluminado por holofotes.
A linguagem corporal cria uma conexão com a audiência, e pode refletir confiança ou insegurança

Como usar a linguagem corporal de forma complementar ao discurso? 

Como vimos, gestos, expressões faciais, postura e movimentos podem transmitir uma mensagem além do que está sendo propriamente verbalizado. Isso pode ser levado tanto para o lado positivo, como para o lado negativo, a depender do contexto.  

“Uma linguagem corporal confiante e assertiva pode gerar uma impressão positiva e aumentar a credibilidade do apresentador”

Carol Martins 

Carol também destaca que uma linguagem corporal alinhada com a mensagem verbal reforça sua importância e facilita a compreensão. Além disso, ajuda a controlar a audiência, mantendo sua atenção e envolvimento.  

Veja as sugestões que Carol Martins separou para utilizar a linguagem corporal a seu favor. 

#1 Use os gestos de forma estratégica 

Desde a infância, possuímos uma afinidade natural para expressar nossos pensamentos por meio de gestos. 

Segundo David McNeill, um psicólogo americano dedicado ao estudo da relação entre linguagem, pensamento e gestos, nossos movimentos corporais não apenas acompanham, mas também revelam sentimentos e ideias durante a comunicação verbal. 

Nesse sentido, Carol Martins destaca a importância de que “seus gestos complementem sua fala, proporcionando uma compreensão mais clara da mensagem que você está querendo transmitir ao público”

Além disso, os gestos contribuem para expressar emoções, tornando a apresentação mais humanizada e envolvente. Movimentos naturais e expressivos estabelecem uma conexão emocional com a audiência, tornando a apresentação mais memorável. 

Entretanto, é crucial diferenciar gestos naturais, que são vantajosos, de movimentos sem conexão com o discurso, pois esses podem transmitir uma impressão de falta de profissionalismo. 

#2 Tenha uma postura adequada  

Outro elemento para ficar de olho na hora de se apresentar é a postura, pois ela desempenha um papel vital na linguagem corporal.  

“Manter uma postura ereta e equilibrada não apenas transmite confiança e credibilidade, mas também cria uma impressão de controle e competência aos olhos do público.” – Carol Martins 

Além disso, uma postura aberta, com os ombros relaxados e os braços ao lado do corpo, sugere acessibilidade e receptividade, facilitando a construção de uma conexão mais forte com a audiência.  

Ao integrar esses aspectos com a importância dos gestos, destaca-se a necessidade de uma linguagem corporal coesa e impactante. Ou seja, a postura alinhada com a mensagem, adaptada ao ambiente e tipo de apresentação, complementa os gestos na transmissão eficaz da informação.  

Por exemplo, evite movimentos inconscientes e adote uma postura neutra ao subir no palco, pois isso contribui para a clareza e compreensão da mensagem.   

Leia mais: Como se preparar para perguntas em apresentações?   

#3 Cuidado com a expressão fácil  

Com certeza, você já deve ter ouvido a frase: “deu pra perceber pela sua cara”. E não é por acaso, nosso rosto comunica muito sobre nossos sentimentos. 

Conforme o psicólogo Paul Ekman, cada um de nós tem a capacidade de identificar as emoções humanas fundamentais no rosto de outras pessoas, como medo, surpresa, tristeza, raiva, alegria e angústia. 

Isso significa que o rosto é o principal meio de expressão para as emoções humanas, sendo um componente universal que transcende fronteiras culturais e geográficas. 

Aplicando esse conceito às apresentações, quando você olha nos olhos dos espectadores e demonstra interesse genuíno através da expressão facial, por exemplo, consegue estabelecer uma relação mais pessoal, promovendo um ambiente de comunicação mais aberto e receptivo. 

Para Carol Martins, especialista em oratória, uma expressão séria pode diminuir as chances de estabelecer empatia com a audiência. E o contrário também é válido: não é apropriado, por exemplo, falar sobre metas não alcançadas com um sorriso exagerado. 

#4 Faça contato visual com o público  

Ao se comunicar com pessoas, é essencial estabelecer um contato visual significativo. A recomendação é que olhar seja equilibrado, assegurando que todos sintam-se incluídos durante a sua apresentação.  

Essa prática não apenas cultivará um sentimento de importância, mas também transmitirá uma mensagem de valorização. Para alcançar esse objetivo, imagine mentalmente o espaço à sua frente dividido em quadrados.   

Durante a sua apresentação, direcione o olhar de maneira calma por essas áreas, fixando seus olhos em pontos estratégicos para garantir que cada pessoa se sinta reconhecida no ambiente. Esse simples gesto tem um impacto notável, gerando uma conexão mais profunda com o público

#5 Treine os movimentos do seu corpo  

A habilidade de praticar uma comunicação não violenta desempenha um papel importante em diversas situações, tanto no âmbito profissional quanto no pessoal. 

Para alcançar essa maestria, o treinamento se revela como um aliado importante, considerando que isso engloba desde os movimentos dos braços até os ombros e a mandíbula.  

A meta é tornar esses gestos complementares à sua fala. Encontrar o equilíbrio e praticar regularmente são passos importantes nesse processo. 

Como a SOAP pode te auxiliar nas suas próximas apresentações? 

Em um cenário de apresentações profissionais, a estratégia para impactar o público vai muito além de simples slides e palavras — como você pôde ver ao longo deste artigo.  

O verdadeiro diferencial está na capacidade de contar histórias de maneira envolvente, capazes de transmitir não apenas informações, mas também despertar emoções e conectar-se com o público. É nesse contexto que a expertise da SOAP se destaca como uma parceira estratégica.  

A SOAP oferece uma consultoria exclusiva para aqueles que buscam aprimorar suas habilidades na hora de construir uma apresentação profissional. 

Durante a consultoria, você terá a oportunidade de compreender a relevância de contar histórias de maneira envolvente e de criar uma apresentação visualmente atraente para comunicar e vender suas ideias com eficácia. 

Tem interesse? Fale com um de nossos especialistas. 



Posts Relacionados

Posso colocar música em apresentações corporativas?

Apresentações
12/04/2024
leia agora

Confira 5 slides prontos para editar em 2024

Apresentações
28/03/2024
leia agora

Endereço

Rua Gomes de Carvalho, 1266 - sala 72
Vila Olímpia - São Paulo | Brasil
(55.11) 4084.4085 [email protected]

No mundo

Portugal
USA
França