Apresentação no Canva — 5 dicas para criar a sua!

As apresentações são a forma mais simples de transmitir informações, ideias e propostas.

Treinamento SOAP
25/05/2022
3 min. de leitura

As apresentações são a forma mais simples de transmitir informações, ideias e propostas. Esse formato é muito utilizado no dia a dia de qualquer empresa, seja de forma interna ou externa.

Existe uma série de programas e ferramentas acessíveis, que possibilitam a criação de apresentações profissionais, criativas e atrativas. Essas ferramentas digitais são interessantes porque podem ser utilizadas por quem não tem muita experiência com design. Com elas, você desenvolve uma identidade visual para todos os projetos de apresentação.

O Canva serve para usuários que querem criar qualquer conteúdo de design gráfico, com praticidade, profissionalismo e de forma intuitiva. A plataforma tem templates pré-configurados e funcionalidades voltadas para a criação de gráficos de mídia social, apresentações, infográficos, pôsteres, logotipos, vídeos e muito mais.

Em comparação a outras plataformas — como o Power Point, Photoshop, Prezi e Google Slides —, o Canva se destaca por ser gratuito. Outra característica dessa plataforma são as diferentes ferramentas para criar caixas de texto, inserir imagens, criar animações, inserir logotipos, explorar formas e desenvolver templates.

Pensando nisso, separamos 5 dicas para você aproveitar as funcionalidades do Canva e explorar as principais técnicas de um design bem feito.

1. Tenha uma apresentação com sua identidade Visual

A identidade visual é importante para facilitar o reconhecimento da sua marca junto ao público. A composição dessa identidade inclui um conjunto de elementos visuais, que criam um padrão visual.

Aqui é importante escolher as cores que te representam e utilizar a logomarca da empresa em todos os slides da apresentação. Tudo parte da definição de uma identidade visual que contemple os objetivos da sua marca e apresentação.

2. Entenda como usar as cores

As cores têm propriedades e cada uma desperta determinadas sensações nas pessoas. O estudo da psicologia das cores é essencial para construir um conteúdo digital equilibrado e de acordo com o seu objetivo.

Além das características de cada cor, também existem as características de grupo. As cores quentes (matizes de vermelho, laranja e amarelo) estão relacionadas ao apetite, perigo, sensualidade, proximidade e atenção. Já as cores frias (matizes de azul, verde e roxo) são usadas para acalmar, refrescar e relaxar. Há, ainda, as cores neutras (matizes de branco, preto e cinza), muito úteis para conteúdos de texto.

Outro ponto importante é entender a diferença e conhecer os sistemas de cores das mídias digitais e das mídias impressas. Para o ambiente digital, utiliza-se o Red, Green, Blue (RGB), enquanto o Cyan, Magenta, Yellow, Black (CMYK) é o sistema para as mídias impressas. Como as cores-matriz são diferentes, é importante saber as diferenças na hora de criar apresentações e materiais.

O Canva também permite explorar texturas, transparências e degradês envolvendo as cores.

3. Use formas para os slides da apresentação

As formas são elementos gráficos que ajudam a organizar ou destacar informações, principalmente textuais, nas apresentações. Definir as formas que mais representam a sua marca faz parte da construção de uma identidade visual. As formas podem ser orgânicas ou cartesianas.

As orgânicas remetem às curvas e movimentos da natureza, transmitindo sensações de empatia, cuidado e emoção. Por outro lado, as formas cartesianas têm ângulos retos e servem para transmitir seriedade, racionalidade, sucesso e relação com tecnologia.

4. Saiba escolher as fontes dos textos

As fontes de texto também contribuem para a criação da identidade visual, causando sensações diferentes no público. É possível utilizar fontes já instaladas no Canva, ou baixar fontes da internet. A dica é recorrer à primeira opção caso a apresentação necessite de muitas alterações ao longo do tempo.

Outro ponto para observar é o formato da fonte. As fontes serifadas são mais tradicionais e facilitam a leitura, sendo ideal para textos longos. Já as não-serifadas são modernas e simples. A fonte ainda pode priorizar a forma (fonte visível) em vez do conteúdo textual (fonte invisível).

O ideal é equilibrar todas essas características, intercalando os tipos de fontes em título, chamadas e textos. O tamanho ideal para textos corridos em apresentações é de 16 pts.

5. Capriche na diagramação

A diagramação é a parte que garante a harmonia entre todos os elementos gráficos já apresentados. A distribuição de texto, formas e cores nos slides é o que garante o entendimento do público e a transmissão de sensações/ mensagens desejadas.

Os slides só podem conter informações muito relevantes, divididas em pequenas pílulas e com espaços em branco para respiro. Também é interessante trabalhar com as linhas-guias do Canva para alinhar os elementos de um mesmo slide, bem como manter a proximidade entre informações que se relacionam.

Apresentamos alguns dos elementos gráficos básicos que podem ser explorados na plataforma Canva. Para aprofundar seus conhecimentos em design gráfico, conheça o curso UAU! Design, da Escola SOAP.



Posts Relacionados

Oratória e Retórica: o que são e como utilizá-las?

Uncategorized
04/05/2022
leia agora

Plano de Desenvolvimento Individual (PDI): o que é e como desenvolver sua equipe?

Uncategorized
15/07/2021
leia agora

Endereço

Rua Gomes de Carvalho, 1266 - sala 72
Vila Olímpia - São Paulo | Brasil
(55.11) 4084.4085 [email protected]

No mundo

Portugal
USA
França