Universidade corporativa: o que é, como funciona e como criar na sua empresa?

Com o objetivo de incentivar a qualificação profissional de seus colaboradores, empresas de diferentes segmentos têm investido em criar dentro de suas organizações uma universidade corporativa.

Treinamento SOAP
09/03/2023
6 min. de leitura
Reading Time: 6 minutes

Com o objetivo de incentivar a qualificação profissional de seus colaboradores, empresas de diferentes segmentos têm investido em criar dentro de suas organizações uma universidade corporativa.  

Mas esse conceito ainda não é tão esclarecido para a maioria das companhias. Muitas delas não sabem, por exemplo, quais são as principais características desse modelo de ensino corporativo e como implementá-lo na organização. 

Basicamente, a universidade corporativa consiste em um programa de aprendizado contínuo cujo foco é promover um ciclo de qualificação profissional dentro das empresas. Ou seja, a própria companhia investe no aprendizado de seus colaboradores. 

A prática garante diferentes benefícios, como o crescimento coletivo do time, melhoria dos resultados, aumento na satisfação e engajamento da equipe, entre outros. 

Se você ficou curioso para saber mais sobre a universidade corporativa, continue lendo este artigo e entenda todos os detalhes sobre esse modelo de ensino. 

O que é a universidade corporativa? 

A universidade corporativa, também conhecida como universidade empresarial, é um programa de qualificação profissional disponibilizado dentro de uma organização. Ou seja, está diretamente vinculada a uma empresa, seja pública ou privada. 

Seu foco é o desenvolvimento das equipes que trabalham dentro da companhia. Esse programa engloba diferentes modelos de ensino corporativo, como treinamentos, cursos técnicos, capacitações, palestras, webinars, entre outros conteúdos. 

A função da universidade corporativa não é desenvolver apenas as habilidades técnicas dos profissionais, mas também suas soft skills, como inteligência emocional, cooperação, liderança, entre outras. 

Vale destacar que um dos preceitos da universidade corporativa é a capacitação contínua. Pense que o objetivo é manter sua equipe preparada para lidar com os desafios de um mercado que está em constante transformação, especialmente com o surgimento de novas tecnologias que causam impactos em diferentes áreas de atuação. 

Por isso é importante que esses treinamentos não aconteçam de forma esporádica. A ideia é promover crescimento progressivo, capaz de gerar resultados a curto, médio e longo prazo. 

Qual a diferença entre universidade corporativa e treinamentos corporativos? 

É bem verdade que tanto os treinamentos isolados, quanto a universidade corporativa tem um único interesse: promover o aperfeiçoamento de competências e a qualificação profissional dos colaboradores. No entanto, há diferenças significativas entre os dois modelos de ensino corporativo. 

Diferentemente dos treinamentos corporativos tradicionais, as universidades corporativas têm metodologias construídas para atender às necessidades e objetivos específicos de cada organização. 

Além disso, os treinamentos normalmente são pensados para resolver questões pontuais, enquanto as universidades corporativas buscam promover estratégias de aprendizagem contínuas. Ou seja, focam no desenvolvimento da qualificação profissional do colaborador. 

Outra diferença é que as universidades corporativas costumam ser mais versáteis em relação ao modo de transmitir o conteúdo. Muitas delas, inclusive, adotam as aulas online e gravadas, que são mais fáceis de adaptar à rotina do profissional. 

Os materiais, assim como todo conteúdo, também são personalizados para atender às demandas específicas de cada organização, visto que o principal objetivo é que os funcionários se tornem cada vez mais capacitados para implementar novas soluções que gerem resultados para as empresas. 

É muito comum, por exemplo, a adoção de conteúdos interativos que tornem as lições mais interessantes. Muitas aulas utilizam recursos de gamificação entre outras tecnologias para gerar mais engajamento por parte da audiência. 

Vale destacar, ainda, que as universidades corporativas estimulam uma aprendizagem ativa, ficando a cargo do próprio colaborador procurar os cursos e treinamentos que o interessam e aprimorar suas habilidades. 

Os funcionários também têm mais autonomia para fazer avaliações, criticar e sugerir pontos de melhoria. Inclusive, esses feedbacks são importantes para que a universidade corporativa se torne cada vez mais relevante e ofereça conteúdos alinhados às necessidades do negócio. 

Por que investir em uma universidade corporativa? 

O principal objetivo das universidades corporativas é ajudar a desenvolver a qualificação profissional do colaborador, focando no seu crescimento dentro da empresa e dentro da equipe. A longo prazo, a expectativa é que esse colaborador possa atuar efetivamente em ações que melhorem os resultados do negócio. 

Mas outros benefícios importantes para a empresa e para os funcionários podem ser observados. Por exemplo, é bem comum que empresas que investem em qualificação profissional contínua tenham em seus quadros funcionários mais engajados e com mais senso de pertencimento ao time. 

Outra consequência positiva é a diminuição do turnover, ou seja, a rotatividade de pessoal. Uma vez que os funcionários passam a enxergar mais valor na empresa, que vão além da questão salarial. 

Funcionários participam de um treinamento presencial
Universidade corporativa pode ter conteúdos passados presencialmente, online ou de forma gravada

A universidade corporativa e a manutenção de treinamentos constantes fazem com que os funcionários se sintam mais confiantes para encarar os desafios que surgem no dia a dia de trabalho.

Também há aumento na motivação, na produtividade, mais qualidade nas entregas e, consequentemente, clientes mais satisfeitos. 

Como você pode perceber diversas são as vantagens atreladas a esse modelo de ensino corporativo. Em resumo, pode-se citar: 

  • Desenvolvimento constante de talentos; 
  • Aumento da competitividade da empresa no mercado; 
  • Melhora no relacionamento interpessoal; 
  • Aumento de desempenho individual e de equipes; 
  • Formação de novos líderes; 
  • Retenção de talentos; 
  • Valor agregado à imagem do negócio. 

Como criar uma universidade corporativa na sua empresa? 

A criação de uma universidade corporativa requer um bom planejamento. Veja o passo a passo e entenda como funciona esse processo de implementação: 

Entenda as necessidades da sua empresa 

O primeiro passo é identificar quais problemas sua organização enfrenta e como a universidade corporativa pode ajudar a superar essas dificuldades. Essas informações podem ser coletadas de diferentes formas: por meio de pesquisas e até em conversas com gestores e demais funcionários. 

Outra questão importante nessa etapa é avaliar o mercado onde sua empresa está inserida e os principais desafios que a organização enfrenta para se manter competitiva frente à concorrência. Além disso, avalie quais inovações ainda precisam ser incorporadas no seu negócio. 

Essas metas serão fundamentais na hora de estruturar a universidade corporativa para que esta ofereça treinamentos alinhados às necessidades da companhia. Esse é o momento de definir, por exemplo, quais conteúdos — técnicos e comportamentais — que precisarão ser trabalhados. 

Planeje  

Após definir necessidades e objetivos e identificar os principais conteúdos a serem oferecidos, ainda que inicialmente, na sua universidade corporativa, é hora de planejar qual metodologia será utilizada, entre outras estratégias de aprendizagem. 

Isso vai desde a forma dos conteúdos (aulas, palestras, e-books, etc.) até se serão disponibilizados presencialmente ou em ambiente virtual. 

Nesse ponto também é preciso avaliar quanto a empresa tem disponível para investir no projeto.  

Invista em uma empresa especializada 

A gestão pode optar por deixar o time de Recursos Humanos à frente desse projeto. No entanto, uma empresa especializada tem mais expertise para criar uma universidade corporativa capaz de atender as necessidades da companhia. 

Isso inclui desde uma plataforma segura e eficaz para comportar os conteúdos que serão utilizados nos treinamentos até a disponibilidade de profissionais altamente qualificados para gerir os conteúdos. 

Além disso, pessoas de fora podem ajudar a propor novas soluções para as empresas e trazer novos olhares para problemas que perduram dentro da organização há um tempo. 

Uma empresa especializada também tem mais facilidade na hora de desenvolver cursos que se adequam aos objetivos da companhia. A SOAP Treinamentos, por exemplo, conta com um serviço in company, pensado para as empresas que querem desenvolver seus talentos. 

São diferentes soluções de aprendizagem estruturadas de acordo com a realidade de cada empresa. Mais de 70 mil pessoas de 65 das 100 maiores empresas do Brasil já foram treinadas através da metodologia SOAP. 

Divulgue a universidade corporativa 

Invista em comunicação interna e estimule seus colaboradores a participarem dos cursos e treinamentos oferecidos na universidade corporativa. Destaque a importância desse projeto e como todos podem se beneficiar com a participação dos funcionários na iniciativa. 

Também é válido criar condições para que os profissionais tenham tempo de qualidade para se dedicar ao seu processo de aprendizagem, como redução de carga horária nos dias de curso. 

Acompanhe os resultados 

É sempre importante lembrar que a universidade corporativa é um investimento a longo prazo e para colher os frutos dessa iniciativa é preciso constância. Afinal, em um mercado em constante mudança, é preciso se manter sempre atualizado. 

Diante disso, faça um acompanhamento dos resultados, avalie as métricas e converse com os colaboradores para entender como está o interesse e nível de satisfação deles com a universidade corporativa. 

Nesse ponto, alguns aspectos devem ser considerados, como: 

  • Alinhar expectativas e entender se o que a universidade corporativa entrega está de acordo com o que os colaboradores esperavam. Ou seja: a metodologia é eficiente? Os conteúdos abordados são relevantes? O que pode melhorar? 
  • Analisar se o conteúdo abordado se encaixa às necessidades da empresa e de que maneira pode ser incorporado ao dia a dia do trabalho. 
  • Monitorar se o que está sendo abordado durante os cursos e treinamentos é aplicado ao dia a dia de trabalho e de que maneira está impactando as tarefas cotidianas. 
  • Avaliar quais são os ganhos para empresa e para os funcionários no longo prazo. Quais resultados pretende alcançar com o passar do tempo? 

Se interessou por implementar uma universidade corporativa na sua empresa? Converse com um especialista da SOAP e saiba como investir no desenvolvimento profissional dos seus funcionários. 



Posts Relacionados

Meta SMART: o que é e como aplicar em sua estratégia de comunicação?

Treinamento
29/02/2024
leia agora

Comunicação interpessoal e intrapessoal: quais são as diferenças?

Comunicação
28/02/2024
leia agora

Endereço

Rua Gomes de Carvalho, 1266 - sala 72
Vila Olímpia - São Paulo | Brasil
(55.11) 4084.4085 [email protected]

No mundo

Portugal
USA
França