Como fazer o roteiro para um workshop de sucesso? Veja 5 passos

Você precisa fazer um workshop e não sabe por onde começar? A resposta é pelo roteiro. Veja dicas da SOAP!

Treinamento SOAP
19/05/2023
5 min. de leitura
Reading Time: 5 minutes

Você sabe fazer um bom roteiro para workshop? Essa etapa do planejamento é uma das mais importantes para realizar um workshop bem-sucedido. 

Com um bom roteiro, você pode criar uma apresentação incrível. Mas é necessário planejá-lo cuidadosamente, desde a definição do objetivo até a elaboração do conteúdo.  

Neste artigo, vamos explorar dicas práticas para ajudá-lo a criar um roteiro de workshop de sucesso, que atenda às necessidades do público e maximize o aprendizado e o engajamento dos participantes.  

Aprenderemos sobre os elementos essenciais do roteiro, as técnicas para envolver o público e os segredos para garantir um workshop de sucesso. Se você está pensando em organizar um workshop em breve ou simplesmente deseja aprimorar suas habilidades como facilitador, este artigo é para você. 

Qual a estrutura de conteúdo de um workshop? 

A estrutura de um workshop pode variar dependendo do objetivo e do formato do evento. Mas geralmente segue uma sequência básica de atividades: início, meio e fim. Ou: 

  • Introdução; 
  • Desenvolvimento; 
  • Conclusão. 

A introdução é a primeira parte do workshop, na qual o facilitador se apresenta, expõe o objetivo e a agenda do evento. O objetivo é dar aos participantes uma visão geral do que esperar do workshop. 

Segundo a metodologia da SOAP, referência em treinamentos e workshops de comunicação, a introdução é o momento de engajar o público, pode ser trazer uma verdade comum ou uma dor das pessoas a ser solucionada.  

O desenvolvimento da apresentação é a parte que mais varia de acordo com: o estilo do apresentador, o objetivo, o formato etc. Mas é fundamental que essa parte abranja todo o conteúdo, é literalmente o miolo do workshop. 

Essa parte também pode incluir atividades práticas para os participantes, sejam elas realizadas individualmente ou em grupo, desde que sejam relevantes para o tópico do evento. 

Discussões em grupo, durante ou após as atividades práticas, também são comuns. Além de permitirem que os participantes compartilhem suas experiências, pode resultar em uma experiência ainda mais enriquecedora, a partir das trocas realizadas.  

Na conclusão, resuma tudo o que foi abordado

Depois que todo o conteúdo foi abordado e discutido, é importante concluir o workshop. A conclusão é a última parte, na qual o facilitador pode fazer um resumo do que foi abordado e fornecer recursos adicionais para que a audiência continue o aprendizado.  

Nessa última parte, o facilitador também pode pedir feedback dos participantes para melhorar futuros workshops. 

Mas é importante lembrar que a estrutura desse tipo de apresentação não só pode, mas precisa variar dependendo do objetivo, do formato e da duração do evento.  

O facilitador deve adaptar a estrutura para atender às necessidades dos participantes e garantir que o objetivo do workshop seja alcançado. 

5 passos para fazer o roteiro de um workshop de sucesso 

Se você nunca fez um roteiro e está planejando um workshop, precisa saber que planejamento é tudo. Uma vez que você domina o conteúdo que será abordado, o processo de construção da apresentação em si não é um bicho de sete cabeças, mas requer cuidado.  

A seguir, listamos cinco passos iniciais para te ajudar nesta missão.  

1. Defina o objetivo 

Ok, você provavelmente já sabe qual é o tema do seu workshop. Mas qual é o objetivo principal do evento? Você venderá um curso? Está treinando um time de colaboradores? Quer convencer as pessoas de uma ideia? 

Entender qual o resultado esperado ao final da apresentação é o primeiro passo, pois o roteiro do seu workshop inteiro se desenvolverá a partir disso. Não apenas o conteúdo importa, mas o direcionamento dado a ele.  

Ficou confuso? Então vamos a exemplos práticos! 

Se o seu workshop é voltado para o time de uma empresa, por exemplo, e tem como objetivo principal treinar ou ensinar algo a essas pessoas, seu roteiro deverá incluir: conteúdo mais denso e atividades práticas, se possível.  

Grupo reunido lendo um roteiro
Incluir atividades práticas no roteiro para workshop é uma ótima solução

Por outro lado, se você está fazendo o roteiro para um workshop gratuito, cujo objetivo principal é vender algo, o conteúdo pode ser mais superficial e introdutório, para complementar o material vendido. 

2. Construa o conteúdo 

O segundo passo para fazer o roteiro de um workshop de sucesso é a elaboração do conteúdo. Aqui entram algumas tarefas, como: 

  • Pesquisar e estudar sobre o tema; 
  • Entender quais são as principais dúvidas da audiência; 
  • Escolher quais serão os tópicos abordados. 

A construção do conteúdo precisa estar alinhada com o objetivo principal do workshop e é a etapa mais trabalhosa.  

3. Organize e ordene os temas em seções 

Agora que você já sabe todos os assuntos que quer abordar na sua apresentação, precisa organizar essas ideias. A melhor forma de fazer isso é ordená-los em tópicos e definir o que será parte da introdução, do desenvolvimento e da conclusão.  

Nessa etapa, cabe também definir outros aspectos além do conteúdo que precisam ser mencionados no roteiro:  

  • Apresentação do facilitador (nome, experiência, redes sociais, por exemplo); 
  • O que a audiência pode esperar do workshop; 
  • Atividades ou dinâmicas; 
  • Chamada para ação (CTA). 

A ordem dos conteúdos e das partes da apresentação precisam ser coerentes, para que a audiência compreenda o conteúdo.  

4. Planeje o tempo 

Essa é uma etapa fundamental da elaboração de roteiro para workshop, especialmente se o seu tempo é limitado. Defina quantos minutos você pode gastar em cada parte do seu workshop.  

A introdução e a conclusão costumam ser mais rápidas. Já as seções que fazem parte do desenvolvimento levam mais tempo, pois é onde há maior densidade de conteúdo e isso demanda organização.  

Mas, acima de tudo, seja realista. Conteúdo e tempo são dois elementos que precisam ser compatíveis: conteúdo demais em pouco tempo é ruim e tempo demais para pouco conteúdo também. 

Se você precisa falar rápido demais para conseguir abordar todos os tópicos, significa que precisa aumentar a duração do workshop ou reduzir o conteúdo. Ou, se precisa “encher linguiça”, significa que precisa dar mais conteúdo ou diminuir a duração.  

5. Simule o workshop 

A única forma de se certificar que o roteiro do seu workshop está impecável é que a duração e conteúdo são compatíveis e você abordou tudo que é necessário, é revisando e testando.  

Depois de escrever tudo, simule a sua apresentação. Se possível, grave o seu teste para ficar mais fácil de identificar possíveis falhas.  

Nos testes, também é importante cronometrar o tempo gasto em cada parte do workshop. Assim, se os prazos estabelecidos inicialmente não forem realistas, você pode fazer ajustes até atingir o tempo ideal.  

Qual deve ser a duração de um workshop? 

O tempo de duração de um workshop pode variar dependendo do objetivo e do formato do evento, bem como do público-alvo e do assunto abordado. Existem workshops que duram uma hora e outros que duram dias.  

Os de curta duração são ideais para tópicos específicos ou habilidades que podem ser aprendidas em um curto período de tempo. São úteis para pessoas que têm um cronograma apertado ou para aqueles que desejam uma introdução rápida ao tópico. 

Já os workshops que duram um dia ou dois, permitem uma compreensão mais profunda do assunto. Eles também abrem mais margem para atividades práticas, discussões em grupo e feedback individual.  

Esses workshops são ideais para pessoas que desejam aprimorar suas habilidades em um determinado tópico, treinamentos corporativos ou que precisam de uma compreensão mais profunda de um assunto específico. 

Mas o tempo de duração ideal depende das necessidades dos participantes e da densidade do conteúdo. O facilitador deve avaliar cuidadosamente esses aspectos e ajustar a duração do workshop.  

Além disso, é importante planejar intervalos regulares para que os participantes possam descansar e recarregar as energias. O tempo de intervalo ideal também varia.  

Um workshop de uma hora, por exemplo, pode ter intervalo de 15 minutos. Já um que vai durar um dia inteiro, requer pelo menos uma hora para almoço mais 15 minutos para um lanche da tarde, por exemplo. 

Como organizar um workshop? 

Organizar um workshop envolve planejamento cuidadoso e atenção aos detalhes. Esse processo pode incluir uma série de etapas, como: 

  • Elaboração do roteiro e agenda do workshop; 
  • Escolha do canal ou local adequado; 
  • Contratação da infraestrutura; 
  • Escolha de um facilitador que tenha boa oratória; 
  • Preparação dos slides e material didático etc. 

Embora seja possível organizar um workshop por conta própria, contratar uma empresa especializada em apresentações profissionais é altamente recomendado. Além de eliminar mais da metade das etapas desse processo, isso pode proporcionar um retorno mais assertivo da apresentação.  

A SOAP pode te ajudar: temos uma consultoria personalizada para apresentações profissionais de alto impacto. Nossa metodologia e experiência de 20 anos no mercado levarão seu workshop a um novo nível.  

Conheça nossos serviços: 



Posts Relacionados

Como interagir com o público em uma apresentação? Veja 7 formas

Apresentações
28/02/2024
leia agora

10 temas para convenção de vendas em 2024

Apresentações
31/01/2024
leia agora

Endereço

Rua Gomes de Carvalho, 1266 - sala 72
Vila Olímpia - São Paulo | Brasil
(55.11) 4084.4085 [email protected]

No mundo

Portugal
USA
França