Como trabalhar a projeção da voz durante apresentações?

A projeção da voz é um instrumento importante para realizar apresentações e saber como utilizar esse recurso é essencial.

Treinamento SOAP
07/09/2022
5 min. de leitura
Reading Time: 5 minutes

A projeção da voz é um instrumento importante para realizar apresentações e saber como utilizar esse recurso é essencial. Diante de uma pequena ou grande plateia, o importante é que a emissão alcance toda a audiência de forma clara.

O tom empregado pode ajudar na persuasão ou provocar reações incômodas do tipo “não estou entendendo nada”. A entonação adequada transmite maior confiabilidade, influenciando a compreensão, reação e decisão do público presente.

Neste post, além do que é a projeção da voz, explicaremos sua importância e impacto nos resultados desejados. Continue lendo e veja como usar essa potente ferramenta, e os benefícios de desenvolver uma boa oratória!

O que é projeção da voz?

É uma técnica de utilização da voz em baixo ou alto volume com o intuito de transmitir uma mensagem clara e compreensível. Não se trata apenas de falar, mas de produzir o eco por meio da voz, garantido que todos ouçam e entendam da mesma maneira.

Qual a importância desse instrumento nas apresentações?

As variadas formas de comunicação com um público – apresentações, palestras, reuniões, discursos ou no dia a dia – acontecem em diferentes espaços. Logo, dependendo da amplitude e quantidade de pessoas, a voz deve ser mais ou menos projetada para se fazer entendida.

É em cenários como esses que a projeção da voz se torna ferramenta e um dos principais agentes de conexão com a audiência. O corpo fala e com ele a voz acompanha a trajetória e intensidade da mensagem propagada.

Uma voz bem projetada transmite segurança e convicção, mesmo que o nervosismo de falar em público teime em tomar conta da situação. É normal se sentir um pouco inseguro, sobretudo, se o público for composto de pessoas que avaliarão o conteúdo da fala.

Por isso, a entonação da voz e de como ela chega na audiência deve ser uma preocupação na criação e preparação do roteiro. Ter domínio do assunto e segurança na hora de transmiti-lo inspira segurança para que as pessoas “comprem” uma ideia.

Em muitas apresentações imprevistos acontecem, sendo necessário recorrer ao improviso, o que pode causar tensão e ansiedade. São acontecimentos colocando em risco tudo o que foi planejado e ensaiado por horas a fio.

A voz e a postura têm uma importante função nesse contexto, uma vez que é preciso manter a calma e contornar a situação. O curso de oratória ensina a lidar com esses obstáculos e posicionar a voz de modo que reflita confiança, mesmo quando algo sair fora do programado.

Como usar a projeção da voz com foco nos resultados?

A projeção da voz é uma técnica que pode ser aprimorada e se tornar uma ferramenta de persuasão e conversão cada vez mais eficiente. Trouxemos algumas dicas para você trabalhar a emissão durante as apresentações!

Cuidado com a postura

O corpo também fala e se expressa junto com as mais diversas palavras emitidas, interferindo diretamente na qualidade da fala. O posicionamento corporal impede que a projeção da voz tenha o devido alcance, especialmente em ambientes maiores, com muitas pessoas.

A postura encolhida, por exemplo, contrai as musculaturas do diafragma, comprometendo os movimentos que são base da respiração, volume e entonação. Uma coluna ereta, com a cabeça erguida e voltada para o público vão ajudar na boa propagação da voz.

Cuide para que os gestos estejam em sintonia com a entonação e com o assunto abordado. Dependendo do tema, a expressão facial, por exemplo, pode oscilar entre aberta ou fechada, com sorriso ou seriedade.

Invista na imagem

As roupas, calçados e demais acessórios que envolvem a imagem são relevantes, mas não devem sobrepor o assunto. Evite roupas coloridas ou muito chamativas, que desfoquem a atenção do real objetivo da apresentação.

Para apresentações corporativas, as cores sóbrias com combinações discretas ajudam a compor uma imagem confiável. Se o corpo fala, toda a composição reflete na mensagem que será compartilhada com o público presente.

Se estiver inseguro, experimente ensaiar na frente do espelho com diferentes tipos de looks. Assim, a imagem que melhor transmitir a ideia e conteúdo que você deseja passar, será a escolhida para a ocasião.

Adequação do volume à plateia

O volume da voz é diferente em uma sala de reunião com poucas pessoas, comparado a um auditório onde será realizada uma palestra. Em muitos casos a acústica do ambiente colabora para se manter um volume de voz alto sem a necessidade do grito.

Na frequência de uso da voz é essencial ter cuidado com as pregas vocais, para não produzir calos e provocar rouquidão. Perceba que a postura corporal também se aplica nesse caso para que o som emitido se propague em tom adequado.

Controle da respiração

O ritmo da fala está vinculado à respiração, logo, controle as pausas para recuperar o fôlego e não atropelar as palavras. Uma fala muito acelerada, além de prejudicar o ato de inspirar e expirar, compromete o entendimento e envolvimento da audiência.

Mesmo que o assunto seja interessante, quando alguém fala muito rápido, as pessoas podem se sentir impacientes. Uma apresentação segura e pausada vai envolver o público e mantê-lo mais atento e participativo.

Treinamento da entonação

Como você deseja se comunicar durante a apresentação? A entonação tem um papel fundamental, sobretudo, dependendo do que e a quem se deseja abordar com a sua fala. A entonação de um gestor para sua equipe em reunião será diferente de um palestrante para um público diverso e desconhecido.

A motivação para o encontro pode originar de diferentes emoções, da chamada de atenção por um trabalho não concluído até o lançamento de um novo produto. Por isso, encontrar o tom adequado para a projeção da voz estabelece a intenção da abordagem.

Cuidado com a pronúncia

A língua portuguesa é, ao mesmo tempo, rica e complexa, o que se deve em parte à pronúncia. Muitas palavras e expressões exigem que as letras e consoantes sejam faladas com clareza e em bom tom.

No ensaio da apresentação tenha cuidado com palavras difíceis ou expressões rebuscadas e se sentir que devem ser usadas, treine a pronúncia. Atente para a dicção e se preciso, faça exercícios que ajudem a fortalecer a musculatura e destravar a língua.

Quais são os benefícios do desenvolvimento da habilidade da boa oratória?

O desenvolvimento de uma oratória de qualidade não só potencializa o uso adequado da voz como traz uma série de vantagens. Seja no âmbito pessoal ou profissional, certamente, a utilização segura da voz é benéfica e colaborar para:

  • maior capacidade de persuasão;
  • autoconfiança;
  • controle dos seus sentimentos;
  • ascensão profissional e pessoal;
  • maior confiabilidade;
  • transmissão de mensagens de forma impactante.

Você percebeu como a projeção da voz pode determinar os rumos de uma apresentação e garantir que o objetivo seja alcançado? É por isso que não basta apenas ter autoridade sobre um assunto, mas saber transmiti-lo com segurança.

Nos cursos da SOAP você vai aprender não só como usar a voz, mas posicioná-la da melhor forma levando em conta a entonação, postura e respiração. 

Todos esses elementos, quando incorporados à projeção da voz, colaboram para que sua audiência tenha uma percepção clara e completa do seu discurso.

Se você gostou do post e deseja fazer apresentações memoráveis tendo a voz como instrumento de persuasão, conheça agora mesmo o curso Super! Oratória para impactar a sua audiência!

homem em auditório falando em público em fundo preto com o seguinte texto "E-book gratuito - Como falar bem em público"


Posts Relacionados

Como melhorar a dicção com 5 dicas

Oratória
12/01/2024
leia agora

O que é oratória e como melhorar?

Oratória
30/11/2023
leia agora

Endereço

Rua Gomes de Carvalho, 1266 - sala 72
Vila Olímpia - São Paulo | Brasil
(55.11) 4084.4085 [email protected]

No mundo

Portugal
USA
França