Como fazer uma apresentação estilo TED

Saiba quais são os segredos por trás de palestras emblemáticas do TED Talks

Treinamento SOAP
18/10/2023
6 min. de leitura
Reading Time: 6 minutes

É difícil encontrar quem ainda não tenha sido impactado na internet por alguma apresentação estilo TED Talks. O que muitos não sabem é que a TED Foundation se trata de uma organização sem fins lucrativos com mais de 40 anos de história, cujo objetivo é tornar públicas ideias que merecem ser disseminadas.  

Sem dúvidas, missão cumprida. Um dos vídeos mais populares, “Do schools kill creativity?”, palestra do inglês Ken Robinson em 2006, soma mais de 75 milhões de visualizações. E, embora seja um dos mais assistidos, sozinho o vídeo não compõe nem 1% do alcance total da iniciativa.  

Ao falar sobre tudo e para todos, o estilo das palestras e apresentações TED se popularizou e virou um novo modelo utilizado nas apresentações corporativas.  

O que é TED Talks? 

É muito provável que você já tenha assistido a uma apresentação TED, ainda que não saiba disso. Basicamente, TED é uma sigla em português para um evento realizado em várias partes do mundo e significa Tecnologia, Entretenimento e Design. 

A ideia é possibilitar a disseminação de ideias em palestras curtas que podem ser divulgadas facilmente pela internet. Isso mesmo, um dos diferenciais das apresentações TED é o tempo. A maior parte das palestras dura de 12 a 15 minutos. 

Os apresentadores são sujeitos apaixonados pelo que fazem e assumem a responsabilidade de expor o tema em que são especialistas. 

Embora tenha começado com temas ligados à tecnologia, hoje é possível encontrar palestras nos mais variados temas. Afinal, o fato de transformar qualquer assunto em um conteúdo sem jargões e termos técnicos torna o formato bastante democrático. 

É verdade que as primeiras edições não foram as mais bem-sucedidas. Diz-se que o primeiro evento TED, na década de 1980, deu prejuízo. Mas, na década seguinte, o evento foi repensado, expandindo sua abrangência para além da inovação e da tecnologia. 

Foi então que as palestras começaram a abordar diversas áreas do conhecimento, como ciências, negócios, filosofia, arte, educação e marketing.  

De acordo com o Insper, os direitos do TED foram adquiridos em 2000 pelo empresário Chris Anderson, que o transformou em uma organização sem fins lucrativos. Mas foi em 2006, com o lançamento do podcast TED Talks, que o formato tomou novas proporções.  

Por que uma apresentação no estilo TED nos prende tanto? 

Para montar uma apresentação no estilo TED, o primeiro passo é entender o que faz com que esse formato tenha tanto sucesso. Afinal, o modelo possui algumas características especiais que fazem com que se diferencie do tradicional. 

O primeiro aspecto a ser considerado é o tempo. Uma apresentação TED precisa ser curta, sem passar de 18 minutos. De acordo com quem entende do assunto, esse é o período máximo em que uma pessoa consegue prestar total atenção em um determinado tema. 

Outro ponto relevante é o cenário. Ele deve ser limpo para que o palestrante e sua ideia fiquem em destaque, sem distrações. Por isso só são utilizadas ferramentas audiovisuais se elas forem realmente indispensáveis. 

Além da parte técnica, podemos destacar outras particularidades. Sua apresentação precisa ter o objetivo de disseminar boas ideias ou contar histórias que possam fazer a diferença na vida de outras pessoas. 

Isso quer dizer que uma palestra TED não serve para divagar sobre um tema abstrato. Mas sim para apresentar soluções que possam ser relevantes para o mundo. 

Quer fazer igual? Veja algumas dicas

Agora que você já sabe o que é TED Talks está na hora de aprender a montar a sua palestra. Dessa forma, para formatar sua apresentação TED considere os seguintes passos: 

Domine o formato 

Pense que você vai ter, no máximo, 18 minutos para passar a sua mensagem de uma forma empolgante e eficiente. 

Portanto, mais do que criar um roteiro, também é importante pensar no ritmo que vai empregar, gestos e tom de voz, por exemplo. 

Seja objetivo, claro e direto 

Qual a ideia a ser espalhada? Você precisa buscar uma versão muito simples, direta e sucinta dela. Não fuja, não se disperse, não divague. Persiga-a. Tente resumir tudo em uma frase apenas. 

Uma apresentação TED tem estrutura similar à de Elevator Pitches (discursos curtos, mas precisos). Então investir tempo na construção de um roteiro profissional é fundamental! 

Atente-se a performance do apresentador 

Um palestrante do TED é sempre especialista em um assunto e apaixonado pelo que faz. É isso o que dá o tom de facilidade no discurso. Para dar um show, você precisa dominar o tema da apresentação. 

Portanto, estude profundamente o assunto a ponto de conseguir falar sobre ele como se fosse algo simples. 

Mulher durante sua apresentação estilo TED
A performance do apresentador é importante para reter a atenção do público

Preste atenção no tom 

Por mais complexo que seja o tema, a linguagem precisa ser de fácil compreensão. Popularize sua fala, sem deixá-la vazia. 

Não convém usar jargões de sua área. Faça testes com pessoas leigas e com pouco nível de instrução e veja se vai bem. 

Ao mesmo tempo, faça testes com gente da sua confiança, com excelente nível de instrução e também aguarde o feedback. É preciso acertar nos dois extremos. 

Leia também: 7 perguntas e respostas sobre oratória e falar em público 

Menos tecnologia e acessórios, mais você 

Como já falamos anteriormente, a ideia é transmitir a sua ideia de forma descomplicada. Repare como no TED os slides são apenas suporte para o apresentador. Eles são usados apenas quando essenciais para o entendimento. Nesse caso, sua única alternativa é treinar muito e ser você mesmo. 

Fique de olho no tempo 

Encaixar tudo o que você quer em uma apresentação concisa e eficiente parece ser um dos maiores desafios. Mas se você domina o assunto, com um pouco de exercício conseguirá falar em mais ou em menos tempo a mensagem central. 

Treine resumir e expandir o discurso. Tente executar a mesma ideia em tempos e até formas de falar diferentes, e você não terá mais pavor de se encaixar no limite determinado. 

Improvise, mas não fuja do roteiro 

Improvisos são inevitáveis e até bem-vindos. Mas você precisa ter suas marcas mentais para não se perder — quais pontos do roteiro você não pode deixar de falar e quais discussões podem ou não ser abertas no dia da apresentação. Ah! É necessário pensar também em como fechá-las! É recomendado ter isso em mente. 

Seja um fã de carteirinha do TED Talks 

Se você quer fazer uma apresentação no estilo TED é importante dominar o formato. Para isso, não há outra opção além de assistir a muitas palestras. Isso vai ajudar você a entender o estilo, a linguagem e a ver o que funciona e o que não funciona tanto. 

Ensaie quantas vezes forem necessárias 

Praticar sozinho, com a família, com amigos, com pessoas críticas da sua confiança. Ensaie muito para pensar nas pausas, ênfases, fluidez e projeção vocal, verificando acertos e inadequações em termos de posturas, gestos e afins. 

Essa dica é geral para toda e qualquer apresentação, mas, para algo nos moldes TED, ainda mais, já que o apresentador é muito exigido.  

Se serve de inspiração, Steve Jobs era conhecido por se preparar inesgotavelmente para as aparições públicas. Ele repetia seus roteiros mais de 20 vezes para outras pessoas. A força comunicativa vem do treino. 

Exercite a autenticidade 

Tão importante quanto O QUE é falado é COMO é falado. Cada apresentador tem seu estilo e precisa permitir que esse estilo transpareça. As apresentações só são cativantes e/ou cômicas quando a audiência percebe que há uma autenticidade no discurso e na história. 

Assim, por mais que você admire um determinado estilo, se isso não for natural é melhor não forçar. O público consegue perceber quando o apresentador não é autêntico e a palestra pode parecer forçada.

3 apresentações no estilo TED para você se inspirar 

Separamos alguns exemplos de apresentações TED para você entender do que estamos falando: 

1.Ken Robinson 

É o vídeo que falamos no início deste artigo. É o mais assistido da plataforma TED. Uma apresentação que dispensou apoio visual.  

Robinson falou com propriedade sobre o modelo de educação e intercalou momentos de reflexão profunda com piadas inteligentes.

2. Susan Cain 

Uma introvertida falando sobre o poder dos introvertidos. Susan revelou logo que não fica nem um pouco confortável em cima de um palco.  

Porém, aos poucos, controlou sua ansiedade e contou uma bela história sem precisar ser expansiva, falar alto ou brincar o tempo inteiro com a plateia. 

3. James Veitch 

Um jovem com cara de nerd contando sua experiência sobre responder spams. Cheio de caras e bocas, usando apoio visual o tempo todo, faz a audiência rir sem parar. 

Gostou das dicas? Então esse é o momento de colocar a mão na massa. Se você tem dificuldades em montar uma apresentação, a SOAP pode ajudar! 

Conheça a nossa consultoria exclusiva de apresentações clicando aqui; ou descubra nossos treinamentos corporativos, que vão ajudar você a montar sua palestra de forma eficiente — no estilo TED ou em outro formato.  



Posts Relacionados

Como usar ChatGPT para criar apresentações no PowerPoint?

Apresentações
31/05/2024
leia agora

13 mulheres inspiradoras e seus melhores discursos

Apresentações
29/05/2024
leia agora

Endereço

Rua Gomes de Carvalho, 1266 - sala 72
Vila Olímpia - São Paulo | Brasil
(55.11) 4084.4085 [email protected]

No mundo

Portugal
USA
França