5 dicas para a sua apresentação com números ser mais eficiente e menos chata

Você está participando de uma apresentação de resultados com sua equipe.

Treinamento SOAP
11/04/2019
4 min. de leitura
Reading Time: 4 minutes

Você está participando de uma apresentação de resultados com sua equipe. O gestor está lá na frente com o PowerPoint aberto trazendo os principais indicadores do time durante o mês. Na tela, aparecem apenas tabelas gigantescas e muitos números em um tamanho que mal dá para enxergar. Você acha difícil se concentrar em uma apresentação com números como essa? Pois bem, você não é o único.

Uma apresentação com números tende a ser menos divertidas (tanto para fazer como para assistir) do que outra. No entanto, são essenciais para avaliar resultados, saber se a empresa está indo no caminho certo e analisar alternativas para o futuro.

Neste blogpost, reunimos dicas valiosas de Data Storytellling para deixar apresentação com número mais profissional e cativante, com números visualmente agradáveis e menos cansativos. Siga nossas dicas e garanta a atenção da plateia na sua próxima divulgação de resultados.

mão de pessoa branca segurando um microfone em um fundo preto e o seguinte texto em rosa " E-book gratuito - Como ser mais seguro ao se apresentar"

1. Saiba que grande parte dos seus gráficos são inúteis

Pense na sua apresentação como um todo. Gráficos são artifícios que ajudam a compor uma ideia bem-feita, porém, eles precisam ter propósito. Identificar bem o objetivo do slide auxilia na decisão dos próximos passos.

Se a principal mensagem a ser passada para a equipe é a de que a empresa precisava ter vendido cinco unidades de um produto para bater a meta, você pode deletar o gráfico e focar apenas nesses números. Pode não ser necessário dizer quem vendeu, quanto, a quantidade de contratos fechados e outros detalhes irrelevantes para o momento.

Agora, se o intuito é mostrar a evolução de um dado, por exemplo o aumento no faturamento e o quanto faltou para atingir a liderança do mercado, aí sim vale inserir um gráfico. Focar para ser sucinto é o primeiro passo.

2. Faça brilhar os olhos da audiência contextualizando seus gráficos

O gráfico pizza todo mundo conhece.

Gráfico pizza mostrando dados de venda

E o sorvete, você conhece?

Sorvetes nas cores azul, rosa e amarelo com números acima deles representando um gráfico de barras.
Imagem retirada do Material Gratuito: Template para apresentações com gráficos.

Viu? Na verdade, ele representa um gráfico de barras.

Criações desse tipo trazem leveza e criatividade à apresentação. Elas tendem a ser menos cansativas e você ainda consegue o efeito “uau” com seus gráficos. Lembre-se, esse tipo de design deve ser feito dentro do contexto da apresentação.

3. Dê tchau para as tabelas

Tabelas não são irmãs dos gráficos. Elas são primas. Irmãs, mesmo, são dos textos corridos.

tabela
Quando você olha uma tabela, o esforço necessário para ler, interpretar e analisar é muito maior do que quando você se depara com um gráfico. Ela é mais burocrática, exige mais tempo dos ouvintes.

Em uma apresentação, as tabelas podem mais confundir e desviar a atenção do que informar.

O público provavelmente vai parar de escutá-lo para ler as informações. Então, cuidado ao inserir uma planilha no PowerPoint. Deixe a informação do slide já mastigada para os ouvintes. Isso agiliza a compreensão e retenção da mensagem.

4. Limpe o seu gráfico sem dó!

Observe se tudo que compõe o gráfico é realmente necessário para o entendimento da mensagem.

Contar com muitos elementos, em vez de ajudar, pode atrapalhar. A audiência pode ficar confusa se o gráfico tiver muitos elementos e não assimilar o que mais importa.

Um bom exemplo que prova a máxima “menos é mais” é o mapa do metrô de Londres. Nem todos conhecem a história, mas trata-se de um caso de sucesso no quesito “gráficos limpos”.

mapas antigos e atuais do metrô de Londres.

Veja como foram tiradas todas as informações desnecessárias. Distância entre estações, curvas dos túneis, ruas pelo trajeto, nada disso importa! Afinal, o passageiro só quer saber onde está e onde precisa descer.

5. Trabalhe com contrastes de cores para facilitar o entendimento

Assim como os símbolos, as cores também são usadas para guiar o olhar. Com elas vêm as formas, que nos ajudam a identificar qual elemento do slide merece mais atenção.

Em um gráfico de barras, por exemplo, se você quer destacar apenas um número, uma opção é deixar a barra correspondente ao valor em uma cor diferente das outras. Assim, fica visível para os presentes o que é relevante naquele contexto e merece maior atenção. Outra estratégia que também funciona em gráfico de linhas: colorir só a linha que representa a informação a ser passada, isso deixa a interpretação mais rápida e simples.

modelo de gráfico clean e bonito.
Imagem retirada do Material Gratuito: Template para apresentações com gráficos.

É isso aí! Pense bem nas dicas e comece a usar os números a seu favor! E se quiser saber como montar uma apresentação com números impactante, confira nosso curso Data Storytelling, que vai ajudar você a contar a história por trás dos números!



Posts Relacionados

Como usar ChatGPT para criar apresentações no PowerPoint?

Apresentações
31/05/2024
leia agora

13 mulheres inspiradoras e seus melhores discursos

Apresentações
29/05/2024
leia agora

Endereço

Rua Gomes de Carvalho, 1266 - sala 72
Vila Olímpia - São Paulo | Brasil
(55.11) 4084.4085 [email protected]

No mundo

Portugal
USA
França