Como criar imagens impactantes no Midjourney?

Entenda como utilizar a ferramenta de Inteligência Artificial que permite gerar diferentes imagens por meio de prompts de comando

Treinamento SOAP
19/01/2024
5 min. de leitura
Reading Time: 5 minutes

Há décadas, a ideia de que as máquinas se tornariam tão inteligentes quanto os humanos é explorada na literatura e no cinema. Ainda não estamos brigando pelo domínio do planeta, como previam algumas produções, mas, nos últimos anos, as chamadas Inteligências Artificiais Generativas passaram a fazer cada vez mais parte do nosso dia a dia. 

Um exemplo é o Midjourney, um serviço de Inteligência Artificial desenvolvido por uma empresa homônima sediada em São Francisco, nos Estados Unidos. Basicamente, a ferramenta gera imagens a partir de descrições ou prompts dos usuários. 

Quando lançado, em julho de 2022, o gerador de imagens permitia a qualquer usuário a possibilidade de até 25 testes gratuitos. No entanto, desde abril de 2023 é preciso adquirir um dos planos de assinaturas disponíveis para utilizar a ferramenta. 

Apesar do Midjourney estar se consolidando no mercado e existirem outros tipos de ferramentas similares, como o Dall-e e Stable Diffusion, o uso de imagens criadas por Inteligência Artificial é motivo de preocupação. Neste artigo, vamos explorar como a ferramenta pode ser útil no dia a dia e quais cuidados são necessários ao utilizá-la. 

O que é Inteligência Artificial Generativa? 

Antes de entender mais detalhes sobre o Midjourney, é preciso falar um pouco sobre o assunto que tomou as pautas de tecnologia no último ano: a Inteligência Artificial Generativa. 

Há décadas aplicações de Inteligência Artificial (IA) como um todo vêm sendo desenvolvidas. Mas os anos de 2022 e 2023 marcaram um novo capítulo nessa história. Agora os sistemas de IA também podem ser projetados para gerar conteúdos, seja texto, imagem ou no formato audiovisual. 

Para isso, grandes modelos de linguagem são treinados com base em conjuntos de dados. Com essas informações, as Inteligências Artificiais Generativas são capazes de aprender e reproduzir a estrutura e estilo de conteúdo a partir dos dados pelos quais foram treinados, sem intervenção humana. 

Se por um lado isso pode facilitar a produção de conteúdo em diferentes formatos, por outro impõe desafios éticos e questionamentos quanto ao uso responsável da tecnologia. Algumas preocupações giram em torno da perpetuação de vieses negativos e preconceitos, além da manipulação de informações. 

Leia também: Como recortar uma imagem no próprio Powerpoint 

E o Midjourney, como funciona? 

O Midjourney é essencialmente um gerador de imagens. Comparando com a IA generativa mais famosa atualmente, que é o ChatGPT, as ferramentas atuam de maneira bem semelhante, com a diferença de que um tem o foco mais orientado para texto — embora incorpore outras funcionalidades na versão paga — e o outro seja voltado para a criação de imagens. 

Isso significa que para obter a imagem desejada, o usuário precisa dar instruções para a ferramenta sobre o que deseja receber. “O ‘pulo do gato’ é ser muito detalhista. Quanto mais riqueza de detalhes, melhor as imagens vão ficar, se não fica uma coisa distorcida”, disse Arthur Heyn, designer, palestrante e instrutor de cursos na SOAP. 

Como criar uma conta no Midjourney 

O Midjourney, diferentemente de outras ferramentas do mercado, ainda não tem um aplicativo dedicado. Para utilizar, o usuário precisa executar a plataforma dentro do Discord, com todos os usuários dividindo uma mesma sala. 

Isso pode ser feito de duas formas: criando uma conta nova ou associando um perfil já existente do Discord à ferramenta de IA. Veja o passo a passo: 

Criando uma conta: 

  • Acesse o site do Midjourney e clique no botão “Join the beta”, no canto inferior direito; 
  • Escreva um nome de usuário e, em seguida, clique em “Continuar”; 
  • Clique na opção “Sou humano”, responda o captcha e selecione a opção avançar; 
  • Depois disso, basta fornecer um e-mail que deseja associar à conta e criar uma senha; 
  • Com a conta criada, é preciso verificá-la no email informado; 
  • Por fim, finalize clicando em “Continuar para Discord”. 

Associar a uma conta existente no Discord: 

  • O primeiro passo também é no site do Midjourney, clicando no botão “Join the beta”, no canto inferior direito; 
  • No canto inferior do pop-up, clique no link “Já tem uma conta?” 
  • Preencha os campos exigidos e, em seguida, clique em “Continuar”; 
  • Autorize associar sua conta do Discord ao Midjourney; 
  • Já na tela inicial do Midjourney, clique em “Join the Discord to start creating!”; 
  • Em seguida, clique em “Aceitar convite”; 
  • Finalize clicando em “Sou humano”, responda ao captcha e clique em “Verificar”. 

Como usar o Midjourney?

Para usar a ferramenta, basta selecionar um dos grupos disponíveis para iniciar um chat e escrever seus comandos. Os intitulados “newbie” costumam ser os melhores para quem quer escrever seus próprios prompts. 

Depois de abrir um prompt, é hora de digitar qual imagem você deseja que o Midjourney crie. E, conforme mencionado anteriormente, o ideal é ser o mais detalhista possível. Quanto melhor você descrever a imagem que quer, mais personalizada tende a ser a arte que você vai receber. Isso inclui orientar a ferramenta sobre cores, formatos, texturas e elementos que você quer explorar na arte solicitada.  

Os comandos escritos em inglês tendem a performar melhor na plataforma. Além disso, uma forma de garantir resultados mais satisfatórios é usar referências. Assim como ocorre no processo de criação humano, a Inteligência Artificial entende com mais clareza e interpreta melhor as ideias dos usuários quando apresentada a modelos de inspiração. 

Por fim, esteja atento à sua comunicação na hora de enviar os prompts para a máquina. O ideal é que os comandos sejam o mais descritivo possível e se concentre no que você de fato quer receber como resultado final. Por isso, evite prompts negativos e forneça à IA o conjunto de informações necessárias para que ela entregue os melhores resultados. 

Imagem digital de um perfil humano com fios e luzes azuis, ilustrando as imagens impactantes que o Midjourney produz
Midjourney pode trazer ganhos de eficiência e redução de custos, mas também carrega questões éticas

Conflitos éticos 

Como todas as ferramentas de Inteligência Artificial Generativa, o MidJourney também esteve envolvido em algumas polêmicas, especialmente quando os testes gratuitos ainda eram liberados para todo o público. 

Quem não se lembra das polêmicas fotos geradas pela IA do Papa Francisco vestido com um casaco de inverno descolado e Donald Trump sendo preso? 

As imagens eram tão realistas que logo viralizaram nas redes sociais, gerando debates calorosos. Após a repercussão negativa e o aumento nas discussões sobre fake news, a MidJourney Inc optou por encerrar os testes gratuitos. 

Leia também: Como a inteligência artificial irá impactar o design? 

No entanto, outras questões envolvem o uso desta e outras ferramentas que têm como princípio base a geração de imagem por meio de Inteligência Artificial. Enquanto alguns artistas e demais pessoas embarcam nessa onda, outros questionam como ficam as regras de direitos autorais na era da IA. 

A verdade é que apesar das amplas discussões em diferentes partes do mundo, ainda não há uma regulamentação específica, seja no Brasil, na Europa ou nos EUA, para discriminar o que pode ou não ser feito dentro dessas ferramentas. 

Atualmente, situações polêmicas envolvendo o uso de IA generativa são analisadas caso a caso, considerando o contexto e complexidade de cada situação. 

De maneira geral, utilizar o MidJourney em apresentações de cunho comercial exige cautela. “Se for colocar em apresentação comercial, fica o alerta ligado, porque você pode estar usando uma imagem que pode violar alguma questão de direito autoral”, enfatizou Arthur Heyn. 

Isso não significa que você não pode usar a ferramenta, mas gerar imagens no MidJorney requer senso crítico e responsabilidade. Outro ponto é que é sempre válido mencionar para sua audiência como aquela imagem foi gerada. 

E ainda que o produto final, ou seja, a imagem que você irá usar em sua apresentação, tenha sido elaborada no MidJourney, a ferramenta pode te ajudar a ter inspirações para criar algo visualmente interessante, mas que fuja de padrões engessados. 

Como criar apresentações de alto impacto? 

Uma apresentação é um conjunto de diferentes elementos. E se engana quem acredita que investir em um visual interessante para os slides que vão ser compartilhados com a audiência é bobagem.  

É verdade que, independentemente do contexto, o principal objetivo do seu público é ouvir suas ideias e conhecer o conteúdo que você tem a apresentar. Mas estar apoiado por uma apresentação com um visual bonito e atrativo faz toda a diferença. 

O treinamento SOAP Apresentações pode te ajudar nessa preparação. No workshop, você vai aprender não só a criar narrativas contadas e capazes de vender a sua ideia, mas desenvolver slides capazes de provocar um efeito “uau” em seu público. 

Quer saber como? Entre em contato com um de nossos especialistas e descubra! 

Conheça também o SOAP Slides: a prenda habilidades e ferramentas para criar slides didáticos e impactantes no estado da arte



Posts Relacionados

Como interagir com o público em uma apresentação? Veja 7 formas

Apresentações
28/02/2024
leia agora

10 temas para convenção de vendas em 2024

Apresentações
31/01/2024
leia agora

Endereço

Rua Gomes de Carvalho, 1266 - sala 72
Vila Olímpia - São Paulo | Brasil
(55.11) 4084.4085 [email protected]

No mundo

Portugal
USA
França